Holding Clube adere crowdfunding

Buscar

Comunicação

Publicidade

Holding Clube adere crowdfunding

Playbook é a nova empresa do grupo que entra para o mercado de entretenimento


10 de outubro de 2011 - 7h35

A Holding Clube anuncia o lançamento da sétima empresa do grupo, a PlayBook, que vai atuar na área de entretenimento. Baseada no modelo de crowdfunding, onde o público participa ativamente da escolha de show e espetáculos por meio do financiamento coletivo., a PlayBook nasce da associação entre os sócios Fernando Juno (ex-Buscapé) e Alessandro Sophia, com a Holding Clube de José Victor Oliva.

“O crowdfunding é nossa espinha dorsal, mas o que levou tempo foi o desenvolvimento de uma ferramenta que consegue ler e entender a demanda dos fãs e interagir com eles“, revela Alessando Sophia, que já estava na Holding Clube.

A Playbook irá trabalhar com ingressos reembolsáveis ou atrelados a benefícios. Quando o número mínimo de entrada para a realização do show é atingido, confirma-se a atração e disponibiliza-se o restante dos ingressos para o público em geral. Se o valor não é atingido, o evento é cancelado e os participantes do financiamento coletivo recebem o dinheiro de volta.

De acordo com Juno até o fim do ano, a expectativa é realizar pelo menos um show. A primeira atração é o quarteto indie canadense Tokyo Police Club.  “Esperamos identificar os desejos dos fãs e até o início do próximo ano, vamos começar a levar os shows para todo o Brasil, se esse for o desejo dos fãs. Estamos preparados para isso“. 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”