Rede inglesa adquire participação na Router

Buscar

Comunicação

Publicidade

Rede inglesa adquire participação na Router

Iris Worldwide vai trazer ao Brasil ferramentas como Project 72 e Urgent Genius


19 de dezembro de 2013 - 9h05

A Router, agência de ativação e projetos digitais dos sócios Bruno Dollo e Daniel Prianti, tem parte majoritária de suas ações adquiridas pela inglesa Iris Worldwide e passa a fazer parte da rede global com 14 escritórios em dez países. De acordo com Stewart Shanley, CEO global da Iris, a empresa precisou mudar sua estratégia para entrar no Brasil. “Geralmente, chegamos a um novo mercado começando uma agência do zero. Entretanto, decidimos nos instalar no País por meio de uma aquisição”, afirma, revelando que as negociações com a Router duraram nove meses. Entre as ferramentas que a Iris vai trazer para o Brasil está o Project 72, que prevê a entrega de uma campanha de comunicação em apenas três dias, e o Urgent Genius, estratégia que gera conteúdos criativos em tempo real baseados nos assuntos mais comentados do momento. Para Dollo, este é o momento certo para expandir a agência que prevê crescimento de 30% em 2013 e espera dobrar de tamanho até 2015. O único cliente compartilhado é Sony, mas Shanley diz que já há projetos em andamento com outros anunciantes, com lançamento previsto para o começo de 2014. Presente há sete anos no mercado brasileiro, a Router trabalha para clientes como Natura, Odebrecht, Corneto (Kibon), Axe, Neve (Kimberly Clark), Água Schin e Itubaína Retrô (Brasil Kirin), Oi e Grey Goose (Bacardi Brasil). 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”