Comercial de O Boticário será julgado pelo Conar

Buscar

Comunicação

Publicidade

Comercial de O Boticário será julgado pelo Conar

A marca realiza pesquisa para saber o que os brasileiros pensam do vídeo, mais de vinte queixas chegaram ao órgão de autorregulação


3 de junho de 2015 - 8h11

A repercussão gerada em torno do comercial “Casais”, produzido pela AlmapBBDO para O Boticario, que estreou no dia 24 de maio, chegou até o Conselho Nacional de Autorregulamentação (Conar). Após reclamações no site Reclame Aqui com posições contrárias ao teor do vídeo, que mostra casais gays, mais de vinte queixas chegaram até o órgão regulador.

O Conar deve eleger um relator para o processo na manhã desta quarta-feira 3 e o caso deve ser julgado em julho, conforme calendário da entidade. A produção, que retrata a diversidade apresentando casais heterossexuais e homossexuais trocando presentes, virou alvo de grupos conservadores. Desta vez, porém, o que chama a atenção no caso não é a repercussão em si, mas a maneira como a empresa se mostrou preparada para responder às críticas. Na manhã desta quarta-feira 3, circulava nas redes uma pesquisa feita pelo O Boticário para captar a percepção dos consumidores sobre o comercial.

Ao Meio & Mensagem, O Boticário disse que ainda não foi notificado pelo órgão. 

Leia também:

– Marcas bancam a diversidade

No YouTube, o vídeo já se aproxima de dois milhões de visualizações. Os comentários se dividem entre apoiadores da iniciativa e da marca e quem critica o conteúdo. “A campanha aborda com respeito e sensibilidade a ressonância atual sobre as mais diferentes formas de amor, independentemente de idade, raça, gênero ou orientação sexual”, disse a companhia em nota.

“A repercussão era esperada, o mais interessante, porém, foi a resposta de O Boticário e a maneira como a empresa demonstrou segurança e isso passa, sobretudo, credibilidade ao consumidor. Ainda que pague um preço por isso, que eu considero pequeno, a empresa está sendo pioneira”, diz Silvio Guedes Crespo, fundador da agência de comunicação SCG Conteúdo. Outro aspecto importante do vídeo de O Boticário é que ele é pertinente e está dentro de um contexto. “É uma campanha para o Dia dos Namorados, e quer situação mais real nessa data do que casais trocando presentes? Além disso, a marca não quis fazer campanha, militância ou defender uma causa, apenas mostrou a realidade”, diz Crespo.

O Boticário não está sozinho, nos últimos meses, grandes empresas como Lacta, Gol e Ambev trouxeram o tema à tona em suas campanhas.

Assista ao vídeo:

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”