Burger King muda tatuagens de Big Mac

Buscar

Comunicação

Publicidade

Burger King muda tatuagens de Big Mac

Experimento da David convenceu apaixonados pelo McDonald´s a transformarem a imagem em um Big King

Felipe Turlao
2 de julho de 2015 - 11h55

 Existem pessoas tão apaixonadas pelo Big Mac, do McDonald´s, que elas tatuaram imagens do sanduíche em seu corpo. A agência David conseguiu descobrir cinco personagens desse tipo, inclusive um brasileiro. E mais impressionante: convenceu quatro delas a retocarem a tatuagem e transformá-la na imagem de um Big King, sanduíche de seu cliente Burger King.

A campanha-experimento convidou essas pessoas a provarem o Big King e, posteriormente, mudarem a tatuagem – foram inseridas marcas de grelha na carne dos hambúrgueres.

A ideia era que elas conhecessem um hambúrguer que deixasse uma “marca inesquecível”. A agência garante que não havia nada combinado, tanto que um dos cinco envolvidos não quis mexer na imagem.

A ação digital é internacional, tanto que cada um dos envolvidos tinha uma nacionalidade: Brasil, Taiwan, Estados Unidos, Espanha e Itália. Para realizar a campanha, o grupo embarcou para o Brasil, e se encontraram em um restaurante de São Paulo. Após experimentarem o sanduíche, foram convidados a mudar sua tatuagem. A missão coube a Ami James, ícone mundial e conhecido pelo reality show Miami Ink.

“Deixar velhos hábitos pode, muitas vezes, trazer surpresas muito agradáveis para nossas vidas e isso é o que queremos transmitir nessa. Descobrimos que as pessoas estão cada vez mais abertas a mudanças,” diz Ariel Grunkraut, diretor de Marketing da marca no Brasil.

Além de um filme de três minutos, a ação tem promoções em pontos de venda e ativações em redes sociais.

Confira abaixo o filme de três minutos. Logo depois, uma entrevista com Rodrigo Grau, vice-presidente de criação da David, que criou a ação ao lado de Edgard Gianesi, Diego Barboza, Jean Zamprogno, Bruno Luglio, João Gandara, Fernando Pellizzaro e Ivan Guerra. A produção foi da Crane.TV.

wraps

Meio&Mensagem – Como você descreve a tensão de um projeto que, por trabalhar com personagens reais, não tinha como ser "controlado"?

Rodrigo Grau Este tipo de projeto exige muita coragem do cliente, da agência e produtora. E, de certa maneira, a beleza de "Big King" foi não saber o que poderia acontecer. Trabalhar com pessoas reais traz riscos que outros projetos não trazem. Sabíamos desde o primeiro momento que estaríamos falando com pessoas tão apaixonadas pelo sanduíche de nosso concorrente que o carregam tatuado no corpo, e que enfrentá-los seria nosso maior desafio. Mas, ao mesmo tempo, sabíamos que o Big King iria surpreendê-los, assim como o encontro com o Ami James, do Miami Ink.

M&M Como foi produzir esse projeto, filmado em tantos países diferentes, com tantas variáveis em questão? Quantas pessoas estiveram envolvidas neste projeto ao todo?

Grau Esse projeto nos fez, literalmente, dar a volta ao mundo. Conhecemos culturas distintas unidas por uma mesma paixão. E mesmo sendo um projeto grande e ambicioso, o que definimos com a CraneTV e a Vandalo foi trabalhar com uma equipe reduzido, como se estivéssemos filmando um documentário (o que estávamos fazendo, de certa maneira). Isso nos assegurava um clima intimista e a possibilidade de abordar melhor as pessoas, de conhecê-las mais a fundo.

M&M Qual o desafio de criar uma campanha que cita o principal concorrente sem poder citá-lo diretamente?

Grau Esta campanha fala sobre a paixão das pessoas por um determinado sanduíche e como essa paixão pode mudar. O desafio era ser muito democrático naquilo que dizíamos e fazíamos. Tanto fizemos assim que uma das pessoas decidiu não se tatuar mesmo tendo gostado bastante do Big King. E a cena está lá, tendo um papel importante dentro do comercial. Era importante que tudo fosse real e que fôssemos honestos com o consumidor. O fato de um dos participantes não aceitar participar não foi encarado como uma fraqueza, mas como uma parte do processo que deveria ser mostrada.
 

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”