Condecine tem seus valores reajustados

Buscar

Comunicação

Publicidade

Condecine tem seus valores reajustados

Aumento do Condecine Título chega a 143% enquanto o Condecine Teles sobe 28,48%; verbas são destinadas ao Fundo Setorial do Audiovisual

Teresa Levin
19 de outubro de 2015 - 5h07

A Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional (Condecine), que é arrecadada pela Agência Nacional de Cinema (Ancine), teve seus valores reajustados conforme uma portaria interministerial publicada no Diário Oficial na semana passada. Com isso, o Condecine Título, criado em 2001, sofrerá um aumento de 143% em seu valor. Enquanto isso, o Condecine Teles, de 2011, foi reajustado em 28,48%, levando em conta a inflação dos últimos quatro anos.

O Condecine Título envolve todos os players que atuam no setor do audiovisual e incide sobre veiculação, produção, licenciamento e distribuição de obras cinematográficas e videofonográficas com fins comerciais. A maioria dos itens envolvidos neste tributo não era reajustada desde a sua criação. Segundo o site da Ancine, o reajuste é uma atualização de valores proporcional aos últimos 14 anos, tendo em vista a inflação do período. Já o Condecine Teles é destinado a serviços de distribuição e não teve seu valor alterado desde 2011, quando foi criado. O montante arrecadado com os dois tributos é direcionado para o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) que tem como objetivo incentivar o desenvolvimento do mercado audiovisual brasileiro.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”