Droga5 é a agência do ano do A-List

Buscar

Comunicação

Publicidade

Droga5 é a agência do ano do A-List

Agência foi considerada a mais criativa pelo ranking do Advertising Age; FF Shanghai é a agência internacional do ano


25 de janeiro de 2016 - 12h08

A norte-americana Droga5 foi escolhida a agência do ano do A-List, do Advetising Age. A publicação anual destaca as agências que mais se destacaram no ano anterior e que devem ganhar ainda mais atenção da indústria da comunicação em 2016.

Ao eleger a Droga5 para o topo do ranking, o AdAge destaca o modo particular de trabalho da agência, trazido pelo seu fundador, David Droga, embasado na tarefa de “cuidar” dos clientes e das pessoas, fazendo trabalhos que não revertam apenas em resultados para clientes, mas também em impactos para a sociedade.

Além desse fator, a Droga5 também foi escolhida como a agência do ano do A-List pelo ótimo desempenho de 2015. A agência de David Droga encerrou o ano com 62% de crescimento em sua receita, saltando de US$ 78 milhões em 2014 para US$ 126 milhões em 2015.

Em segundo lugar no A-List, aparece a R/GA, que no ano passado havia ficado no topo da lista, como a agência do ano. Em terceiro lugar ficou a McCann, seguida da Anomaly, 72andSunny, Deutsch, 360i, a hispânica Alma, VML e Venables Bell & Partners.
Confira a lista completa de todas as agências do A-List 2016.

Outros destaques
O A-List 2016 classificou a FF Shanghai como a agência internacional do ano. A agência chinesa merece o destaque por ter conseguido, de acordo com o Ad Age, ter se adaptado às peculiaridades locais e aos hábitos dos consumidores ao mesmo tempo em que consegue propor inovações criativas e dinâmicas. As vice-campeãs entre as agências internacionais foram a R/GA de Londres e a Isobar China.

O ranking de 2016 classificou a UM como a agência de mídia do ano; a Gyro foi eleita a agência B-to-B e a latina The Community foi escolhida a agência multicultural do ano.

Na categoria Agency Standouts, o Ad Age seleciona as agência sque tiveram destaque em seu desempenho no ano anterior, com a conquista de clientes, trabalhos reconhecimentos e crescimento de receita. Entre elas, está a Pereira & O’Dell, cuja sede, em San Francisco, teve crescimento de 36% ano passado. As demais agências destacadas são: MediaCom, Laundry Service, Wieden + Kennedy, Ogilvy & Mather e BBDO.

O A-List também aponta as agências que devem ganhar a atenção do mercado publicitário neste ano. As Agencies To Watch de 2016 são: Argonaut, Critical Mass, Deep Focus, Essence, Horizon, Johaness Leonardo, Mullen Lowe, Muhtayzik Hoffer, TBWA e Work & Co.

Entre os executivos destacados pela lista, aquele que foi considerado o Executivo do Ano foi Arthur Sadoun, CEO da Publicis Worldwide. Já entre os quatro executivos de agências que merecem ficar sob holofotes da indústria neste ano, três são mulheres: Wendy Clark, CEO e presidente da DDB na América do Norte; Susan Credle, global chief creative officer da FCB e Lori Senecal, CEO global da CP+B. Completa a lista o CEO do Omnicom Media Group, Daryl Simm.

Campanha do ano
O A-List elegeu “Unskippable”, da The Martin Agency para a Geico, como a campanha do ano. A campanha, que ganhou o Grand Prix de Film na categoria outras telas no Festival Internacional de Criatividade de Cannes em 2015, foi considerada inovadora pelo Ad Age e conseguiu, segundo a publicação, mudar a concepção criativa dos vídeos online. Assista: 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”