Marcas entregam Effie College aos alunos vencedores

Buscar

Comunicação

Publicidade

Marcas entregam Effie College aos alunos vencedores

Grupos de estudantes de publicidade da Cásper Líbero, da ECA e da ESPM comentam sobre os cases premiados

Thaís Monteiro
24 de outubro de 2017 - 18h49

Em contrapartida com o número de finalistas da ESPM na primeira edição do Effie College Brasil (6), a faculdade mais consagrada nesta terça-feira, 24, foi a Escola de Comunicação e Artes da USP, com duas equipes de alunos vencedores nas categorias Desafio Pantene, da P&G, e Desafio Camil. Além deles, dois grupos de três a quatro alunos — um da Faculdade Cásper Líbero (Desafio Hershey) e  outro da ESPM (Desafio Bradesco) subiram no palco do Teatro Santander para representar a primeira leva de alunos vencedora da competição que tem por objetivo colocar alunos de comunicação e administração na capital paulista para atender briefings reais de empresas.

O ponto de encontro entre todos os vencedores foi o fato de nenhum deles trabalharem juntos na faculdade ou fora dela. Os grupos foram formados pelo interesse em comum no projeto e união para completar um grupo de três a quatro integrantes conforme solicitado pelo regulamento. Além disso, a área de atuação dos estudantes também fez com que eles ganhassem um novo desafio: trabalhar com atendimento. A maioria estuda e trabalha nas áreas de criação, produção de conteúdo e mídias.

Camil

O desafio proposto pela Camil aos estudantes Rhiana Monteiro Ghissardi, Vitor Coelho Ribeiro, Otávio Augusto Conçalves e Diogo Cortez Verceze, da Escola de Comunicação e Artes da USP, foi lançar o novo produto da marca que foge as commodities: um biscoito sem glúten, açúcar e demais ingredientes prejudiciais a saúde. Os estudantes buscaram pesquisar os concorrentes para entregar uma campanha preparada para as marcas que já estão no mercado. “Nós percebemos que as campanhas exaltam o quão saudável é o produto e, na verdade, ele tem açúcar, que é um grande inimigo”, diz Rhiana Ghissardi.

 

Otávio Augusto Conçalves, Vitor Coelho Ribeiro, Rhiana Monteiro Ghissardi e Diogo Cortez Verceze, da ECA-USP para Camil (Crédito: Reprodução)

O grupo então optou por dar ao Biscoito Camil a imagem da melhor amiga que consola outra no fim de um relacionamento com um parceiro que fazia mal a ela. O case ganhou o nome de “Melhor que seu ex” e exalta as qualidades do biscoito diante dos demais.

Pantene

Atendendo o desejo de Pantene de se tornar a marca capilar mais trend entre as consumidoras — que trocam de marca ao menos oito vezes ao ano –, os alunos Diego Koiti Tanaka, Mariana Munford Cestari e Victor Henrique Raimundo de Souza, todos da Escola de Comunicação e Artes da USP apostaram na influenciadora Camila Coutinho, garota propaganda da marca, para entregar sua proposta. A equipe fez uma pesquisa baseada nos novos posicionamentos da Risqué e Avon, por exemplo, e avaliou que a Pantene poderia sair do tradicional e apostar numa websérie em que a blogueira contracenasse com uma surfista, uma atleta paralímpica e demais atletas do mar para provar que, com Pantene, as consumidoras não precisam se incomodar com o cabelo ressecado. “Elas não precisam deixar de fazer algo que querem por causa do cabelo”, diz Mariana. Ao final, a influenciadora iria convidar frequentadoras da praia para mergulhar no verão e sem medo, frase que dá nome ao case: “Mergulhe no verão #SemMedo”.

“O desafio mesmo foi pensar numa solução que fosse bem precisa. Porque, a partir do desafio, nós tivemos muitas ideias diferentes, mas conseguimos encontrar no briefing coisas que justificavam nosso case”, explica Diego. Além disso, como aponta Mariana, a própria equipe não é o público-alvo do cliente, então foi necessário adentrar no cenário da categoria para aplicar na estratégia. O segredo para o sucesso do case, de acordo com Victor, foi o trabalho em equipe. “Como eu e o Diego somos de mídia e a Mari é de criação, precisamos trabalhar em conjunto para cumprir o desafio e nós decidimos não tomar nenhuma decisão que não fosse unânime”, declara.

Hershey

A equipe da Hershey, formada por Vinícius Nicolau, Matheus Simões, Juliana Araujo e Eduardo Costa, alunos da Faculdade Cásper Líbero, atendeu ao desafio de formular estratégias para aumentar as vendas dos produtos Hershey’s Mais e Hershey’s Mini. Segundo Vinícius, eles fizeram um estudo sobre os hábitos de consumo do target da marca e perceberam que esses consumidores tinham uma rotina regrada. “Então construímos a campanha ‘Toda Hora é Mais’, em que pensamos um plano de venda do produto em todos os lugares frequentados por nosso target”, explica.

Para Eduardo, a receptividade da empresa-cliente foi essencial para o desenvolvimento do case. “O briefing foi bem detalhado e o  próprio ambiente da Hershey foi um a mais para a gente se empolgar mais sobre o projeto”, declara. Matheus vê no processo a oportunidade de aprender sobre o mercado em que a marca está inserida. “Conseguimos desenvolver uma grande capacidade de planejamento estratégico através de uma boa interpretação do briefing”, conta. Ganhar o prêmio foi resultado de finais de semanas sacrificados entre aulas, estágios e trabalhos acadêmicos, mas Juliana coloca que receber o prêmio também é fruto de persistir no talento da equipe. “Além de muito aprendizado, nesse trabalho, todo o grupo compreendeu que é necessário acreditar em nossos projetos, e aqui estamos, desde o início acreditamos que tínhamos potencial”, afirma a estudante de publicidade e propaganda.

Bradesco

Para o Bradesco, que tinha como objetivo se posicionar como marca incentivadora de eventos culturais, os alunos Tainá Soares Santos, Ana Carolina Ruiz Prado, Rodrigo Conduru e Lucca Leonardi desenvolveram um sistema de acúmulo de pontos entre amigos em que eles poderiam acumular pontos em grupo ao frequentar eventos culturais. Esses pontos poderiam ser revertidos em entradas para mais programas culturais patrocinados pelo banco.

Para as estudantes Tainá e Ana Carolina, o maior aprendizado da experiência foi atuar na área de planejamento, que não é familiar ao grupo que se divide entre criação e produção de conteúdo. “O briefing foi de planejamento, mas conseguimos aplicar algum conhecimento de criação nele”, brinca Tainá. “Foi uma confirmação de que alguma coisa que estamos aprendendo está tendo resultado. Agora sabemos que temos uma veia em planejamento”, completa Ana Carolina.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • hershey

  • Bradesco

  • Pantene

  • p&g

  • ESPM

  • Effie College

  • USP

  • Camil

  • Effie 2017

  • ECA

  • Faculdade Cásper Líbero

  • Escola de Comunicação e Artes

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”