Mash deleta passado para repensar o masculino

Buscar

Comunicação

Publicidade

Mash deleta passado para repensar o masculino

Em um trabalho que envolveu a Soko, a consultoria Think Eva, a Obvious, Squad Brasil e o ator Bruno Gagliasso, marca quer tirar os rótulos que permeiam comerciais de moda íntima para homens

Bárbara Sacchitiello
19 de março de 2018 - 15h34

Ator Bruno Gagliasso está envolvido no projeto de reconfiguração do posicionamento da marca (Crédito: Reprodução)

Embora produza algo voltado ao público masculino, a Mash notou que muitos dos elementos que utilizou em sua comunicação nas últimas décadas contribuíram para reforçar estereótipos que, também, impactavam as mulheres. Com a convicção de que era necessário transformar a maneira pela qual conversava com o público, a marca de moda íntima masculina convocou a agência Soko para uma missão: redesenhar sua estratégia de comunicação para o ano de 2018.

Assim que recebeu o briefing do projeto, a Soko notou que tal mudança só seria possível se houvesse o compartilhamento de diferentes visões. “Havia um sentimento de evolução e foi exatamente para onde nossa investigação nos levou. Chegamos à conclusão de que não conseguiríamos fazer aquilo sozinhos. Então chamamos quem já tem um legado de discutir a evolução do lado da mulher, que sofreu e sofre muito mais com essa objetificação do que o homem”, revela Felipe Simi, fundador e head criativo da Soko.

A agência convidou a consultoria Think Eva, a agência Obvious, a empresa de casting Squad Brazil e o ator Bruno Gagliasso para, em conjunto, debater como o universo masculino deve ser representado de forma mais real, diversa e menos estereotipada.

Acostumada a auxiliar marcas a encontros novas abordagens para impactar as mulheres, a consultoria Think Eva julga fundamental que a reavaliação da representação na publicidade também passe pelo universo masculino. “Não dá para falar de empoderamento feminino sem tocar em masculinidades. Tirar os clichês do caminho e reumanizar a comunicação é urgente. A Soko trouxe uma composição brilhante de profissionais para a mesa de trabalho, com pessoas dispostas a abraçar o novo. Nossa função foi trazer uma perspectiva feminista sobre diferentes comportamentos, especialmente sobre a manifestação tóxica da masculinidade que reina na publicidade e na mídia”, explica Maíra Liguorí, sócia do Think Eva.

O primeiro resultado dessa consultoria conjunta começou a ser colocado em prática na semana passada, quando a Mash apagou todo o conteúdo postado em suas redes sociais nos últimos anos. A ideia por trás do ato é mostrar ao público que a empresa vivencia um novo momento. “Apagar todo o conteúdo não significa negar o que foi feito, mas delimitar o que representa a marca hoje. São tempos diferentes. Daí, inclusive, vem a frase ‘Desculpe o transtorno, estamos trabalhando para melhor entende-los’, que a marca exibiu em seus perfis”, explica Simi.

A continuidade da mudança na comunicação será revelada nos próximos dias, com mensagens que mostram o quão ultrapassadas estão as antigas abordagens do universo masculino. O ator Bruno Gagliasso é um dos protagonistas da nova fase da Mash. veja o teaser:

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Agencias

  • Campanha

  • estereótipos

  • masculino

  • feminino

  • Think Eva

  • Soko

  • Mash

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”