Ricardo John assume presidência da J. Walter Thompson

Buscar

Comunicação

Publicidade

Ricardo John assume presidência da J. Walter Thompson

Ezra Geld também é promovido e passa a responder como CEO do Grupo JWT, o braço do WPP no Brasil que mais cresceu por meio de aquisições nos últimos anos

Alexandre Zaghi Lemos
16 de abril de 2018 - 11h15

John e Ezra são promovidos no Grupo JWT

Como informa a coluna Em Pauta, da edição semanal de Meio & Mensagem, que circula para assinantes desde sábado, 14, o Grupo JWT definiu mudanças importantes no seu organograma no Brasil.

Ricardo John, chief creative officer da J. Walter Thompson desde 2012, assumirá a presidência da agência, principal empresa da rede no País e comandada desde 2013 por Ezra Geld, que também será promovido. Ele passará a responder como CEO do Grupo JWT no Brasil, oficializando assim a centralização no reporte das oito empresas da rede no País: Mirum (digital), i-Cherry (search), Mutato (conteúdo), GTB (operação focada na conta de Ford), Blinks (mídia de performance e programática), Try (user experience e design) e Enext (consultoria de e-commerce e marketing cloud), além da J. Walter Thompson.

Com as compras de Blinks e Try, em 2014, e da Enext, no ano passado, o Grupo JWT foi o braço do WPP que mais cresceu por meio de aquisições nos últimos anos.

As promoções a John e Ezra ocorrem na esteira de outras duas alterações na rede e na holding. Em março, Stefano Zunino, CEO da J. Walter Thompson na América Latina, foi promovido ao cargo de diretor global de transformação do grupo. Desde 2005, quando assumiu como CEO da J. Walter Thompson – cargo que passou a Ezra em 2013 –, Zunino é o principal executivo da rede baseado no Brasil.

A outra mudança de impacto foi a nomeação, em janeiro, de Sergio Amado como country manager da WPP no Brasil, um cargo inexistente até então, que pressupõe o reporte a ele de todas as mais de 50 empresas da holding no País, inclusive as do Grupo JWT.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”