Após fusão, VMLY&R define seus líderes criativos

Buscar

Comunicação

Publicidade

Após fusão, VMLY&R define seus líderes criativos

Debbi Vandeven foi nomeada CCO global da operação: mudanças resultam na saída de Tony Granger


9 de novembro de 2018 - 15h16

Debbi Vandeven assume como CCO global da VMLY&R (Crédito: Arthur Nobre)

Um mês e meio após o anúncio da fusão entre as redes VML e Y&R – que formaram a VMLY&R – o WPP anunciou importantes mudanças na liderança criativa da nova operação. O chief creative officer (CCO) global da T&R, Tony Granger, irá se aposentar e deixará a agência. Leslie Sims, chief creative officer (CCO) da Y&R na América do Norte, também deixa o posto para assumir um outro cargo – ainda não divulgado – na estrutura do WPP. Os detalhes das movimentações ainda estão sendo definidos.

O comando criativo da VMLY&R na América do Norte será compartilhado entre John Godsey, ex-CCO da VML na região, e Jason Xenopoulos, anteriormente CEO e CCO da VML na África do Sul. Quando a fusão entre as redes foi anunciada, a ex-CCO global da VML, Debbi Vandeven, foi nomeada como a nova líder criativa global da operação integrada.

Em comunicado, o então CCO global da Y&R, Tony Granger, declarou que esse é um momento perfeito para sua aposentadoria. “Construímos uma verdadeira e colaborativa comunidade global e finalmente derrubamos as paredes entre Y&R e VML. Após 37 anos de trabalho, estou ansioso para pegar meu violão de novo e movimentar esses dedos enferrujados. Vou até avisar meus vizinhos, porque o barulho será alto”, declarou o criativo.

Grander trabalhou na TBWA\Hunt\Lascaris, na África do Sul (sua terra natal) antes de ir para a Nova York, trabalhar na Bozell. Após um período na Saatchi & Saatchi de Londres, tornou o CCO da rede em Nova York, conduzindo a S&S em uma renovação criativa. Assumiu o posto de CCO global da Y&R em 2008.

Já Leslie Sims galgou várias posições criativas na McCann após ingressar na Y&R de Nova York, e, 2015, como CCO. No ano passado, foi promovida a CCO da operação em toda a América do Norte. “Amei meu tempo na Y&R. Estou muito orgulhosa desse time e não posso esperar para ver o que eles farão nos próximos capítulos. Estou super empolgada com minha nova oportunidade no WPP e estou realmente ansiosa para recomeçar”, escreveu Leslie.
John Godsey, que assume o posto de CCO da VMLY&R na América do Norte, trabalha na VML desde janeiro de 2017 e continua alocado no escritório de Kansas. Seu parceiro de cargo, Xenopoulos, acumula o comando criativo na região com o cargo de CEO da VMLY&R em Nova York. Antes, ele desempenhou as funções de CEO e CCO da VML na África do Sul.

Em mais uma mudança na liderança, Jaime Mandelbaum foi nomeado CCO da VMLY&R na região da Europa – desde 2016, o profissional ocupa a posição de CCO da Y&R na Europa.

Na América Latina, o comando criativo ficará com Martin Goldberg, conhecido como Nino. Ele acumulará o cargo de CCO regional com o posto de diretor executivo de criação global para Telefonica e Movistar e CCO da argentina Dhélet VMLY&R.

Paul Nagy foi escolhido como CCO da operação na Australia e Nova Zelândia e Ryan McManus será o CCO na região da Africa do Sul. O WPP também anunciou o nome de Kalpesh Patankar como CCO do Norte da África e Oriente Médio e a rede ainda busca um líder criativo na região para a região da Ásia.

Com informações do Advertising Age

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Agencias

  • Negócios

  • Internacional

  • Criativos

  • Y&R

  • VML

  • VMLY&R

  • Debbi Vandeven

  • Tony Granger

  • Leslie Sims

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”