A magia do Natal pelo olhar das campanhas publicitárias

Buscar

Comunicação

Publicidade

A magia do Natal pelo olhar das campanhas publicitárias

União, inclusão e amor são as mensagens principais que marcas e agências escolheram as festas de fim de ano em 2018

Bárbara Sacchitiello
17 de dezembro de 2018 - 15h59

As festas de final de ano costumam ser um momento importante para as agências de publicidade. Por ser uma das datas que mais geram volume de vendas no ano, muitas marcas precisam colocar no ar mensagens fortes, que consigam atrair o público para suas lojas de site. Além disso, o fim de ano também é o período em que muitos anunciantes aproveitam para renovar a conexão com seus consumidores, deixando mensagens de otimismo e positividade para o novo ano que irá começar.

Em 2018, as campanhas publicitárias procuram mostrar o Natal como uma data mágica, em que os sentimentos de união, amor e colaboração devem ser os ingredientes principais. Também houve espaço para mensagens bem-humoradas e também para ações que celebram a inclusão e a diversidade.

Veja algumas das campanhas de Natal lançadas pelas marcas em 2018:

Por trás de uma mesa bem arrumada e de uma ceia deliciosa sempre estão pessoas que, com muito carinho, dedicação horas – e as vezes até mais de um dia – para preparar um Natal feliz a seus familiares e amigos. São essas pessoas, que fazem o Natal acontecer, que foram homenageadas na Sadia, em uma campanha criada pela Africa. Com produção da Alice Filmes, o comercial, que é exibido na TV e redes sociais, agradece aos “fazedores do Natal”:

“A vida pode mostrar o tempo todo que nós não precisarmos ser todos iguais. Mas só quem busca olhar com o coração vai perceber os sinais.” Essa mensagem sintetiza a campanha de fim de ano do Itaú, que mais uma vez convida as pessoas a colocarem os valores humanos em primeiro lugar, refletindo a respeito do que desejam para 2019. O comercial conta com versões de 90 e 30 segundos, exibidos na TV aberta, TV paga e também nos perfis do Itaú nas redes sociais. A produção é assinada pela Saigon:

Ainda no segmento dos bancos, o Bradesco também escolheu uma mensagem de respeito às diferenças para este fim de ano. Em uma animação de dois minutos, a Publicis e o banco contam a história de um vagalume, que passa despercebido entre as pessoas até que acontece um blackout e, ao lado de seus amigos, ele consegue fazer a diferença e iluminar o Natal de uma cidade. A campanha apresenta o conceito “2019: você faz acontecer e contou com produção da Zombie Studios. Veja:

A marca de chocolates Garoto levou a sério a expressão de que ‘o brasileiro precisa ser estudado’ e mostra em sua campanha natalina, três especialistas estrangeiros tentando compreender os inusitados hábitos nacionais durante o fim de ano. Até a famosa piadinha do pavê entra nas investigações, que resultam na explicação de que o cacau é o que faz do brasileiro um ser tão peculiar. A campanha é da David, com produção da O2 Filmes. Veja:

A famosa voz de Cid Moreira narra toda a magia e encanto do Natal enquanto cenas de trânsito intenso, correria nos shoppings e stress durante as compras são mostradas, para lembrar que nem tudo é maravilhoso no final de ano. Esse é o mote da campanha natalina do Submarino, que ressalta que o Natal só é mesmo feliz para quem faz as compras pelo site da marca. A campanha é da Lew’Lara\TBWA, com produção da Biocine:

A diversidade do povo brasileiro e a capacidade de cada um de fazer a diferença e, com isso, construir um futuro melhor inspirou a campanha de fim de ano do Banco do Brasil. Criado pela WMcCann, o comercial, em tom de manifesto, destaca o que é fato e o que é fake a respeito do povo brasileiro, ao som da trilha da Barbatuques. Além da TV, a campanha também tem versões impressa e materiais para redes sociais:

A importância de brincar, em qualquer idade, e de manter viva a alegria e magia da infância é o mote da campanha natalina da rede de lojas de brinquedos Ri Happy. Criada pela WMcCann, a ação mostra um filho presenteando o pai com seu brinquedo favorito na infância. A mensagem é embalada pela canção Shooting Stars, com assinatura da produtora Sonido.

Um temor bem conhecido de muita gente no Natal – ganhar um presente sem graça no amigo-secreto – pode ser resolvido pela ação natalina do Ponto de Frio. A rede de varejo lançou a campanha “Natal sem cara de meia”, que oferecerá R$ 50 em vale-compras para os clientes do Ponto Frio que apresentarem nas lojas um presente do qual não gostaram muito. O brinde é válido para quem fizer qualquer compra nas lojas do Ponto Frio neste mês. A campanha é da Y&R:

Neste ano, a Bauducco e sua agência de publicidade, a CP+B, quiseram mostrar que o Natal começa muito antes da ceia e que é composto de vários pedacinhos – a montagem da árvore, o embrulho dos presentes e até mesmo a confusão das famílias para montar tudo – e que é tudo isso que torna a celebração entre as pessoas algo especial. A campanha também convida as pessoas a compartilharem com a Bauducco os pedaços importantes do seu Natal. Veja:

Um garotinho que se sente excluído por não poder escutar tem sua vida transformada ao ser um dos destaques do coral de fim de ano da escola. A mensagem do Boticário para as festas de fim de ano também usa a inclusão como mote e apresenta, também, um núcleo familiar fictício, que aparecerá em todas as campanhas publicitárias da marca em 2019. A criação da campanha é da AlmapBBDO, com produção da Boiler Filmes:

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Campanhas

  • Itaú

  • Natal

  • Bradesco

  • sadia

  • Ponto Frio

  • Ri Happy

  • Boticário

  • Banco do Brasil

  • Bauducco

  • submarino

  • Garoto

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”