Marketing da bandidagem

Buscar

Ponto de vista

Publicidade

Marketing da bandidagem

Nunca tantos assuntos foram distorcidos, tanta confusão foi propagada, tanto se explorou a ignorância do eleitor, tanta mentira foi esbravejada


18 de setembro de 2014 - 4h16

Nas eleições deste ano, várias reputações estão sendo atingidas, mas nenhuma delas é mais prejudicada que a reputação do marketing. Nem a pejorativa expressão "marqueteiro político" consegue blindar a atividade contra os efeitos venenosos dessa campanha petista que assola o país. Mesmo assim é preciso lembrar e repetir: marketing não é isso.

O que temos visto seria bandidagem se partisse de qualquer partido. É bandidagem dobrada por tratar-se do partido que nos governa.

Nunca tantos assuntos foram distorcidos, tanta confusão foi propagada, tanto se explorou a ignorância do eleitor, tanta mentira foi esbravejada.

Um governo com o mínimo de compostura não pode se permitir jogar a crise que ele mesmo provocou na Petrobrás sobre os ombros de adversários. Nem pode demonizar instituições bancárias competentes e relevantes como o Itaú. Nem fingir que autonomia do Banco Central significa entregar o país na mão dos banqueiros. Nem estimular rivalidades sociais e raciais, maldizendo uma suposta elite branca. Nem permitir que seus adeptos ensandecidos saiam modificando o perfil de figuras nacionais sérias e respeitáveis no Wikipedia. Nem contratar tropas de combatentes irresponsáveis pra bombardear tudo o que encontrarem na internet.

Prometeram "fazer o diabo" pra vencer e, pelo menos nesse tema, estão indo além da promessa.

Como brasileiro que conviveu e convive com profissionais de marketing de verdade, sinto nojo, revolta, tristeza. E torço pra que a estratégia da desonestidade não saia vencedora, e não se torne outro de tantos maus exemplos que não cansam de nos envergonhar. 

* Adilson Xavier é escritor, publicitário e diretor da Zola

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”