Spoleto tira proveito de viral irônico

Buscar

Marketing

Publicidade

Spoleto tira proveito de viral irônico

Anunciante aproveita sucesso de vídeo criticando o atendimento em seus restaurantes e encomenda continuação divulgando SAC

Teresa Levin
30 de agosto de 2012 - 8h28

O sucesso de um viral ironizando o atendimento do Spoleto, que alcançou mais de 400 mil page views, mexeu com o anunciante. Mas ao invés de ir contra a iniciativa, a rede de restaurantes de fast food aproveitou a situação, procurando os criadores do vídeo inicial para encomendar uma continuação, desta vez divulgando o seu serviço de atendimento ao cliente.

Ao ver no ar, no dia 13 de agosto, o vídeo de humor – na época com apenas 300 visualizações – criado pela Porta dos Fundos, que tem como sócio o comediante Fabio Porchat, o Spoleto propôs uma parceria. Sugeriu o patrocínio do canal da produtora no YouTube e alteração do nome do viral para Spoleto e ainda encomendou o vídeo Spoleto 2 – o retorno, que entrou no ar nesta quarta-feira, no site Kibe Loco.

O objetivo da rede de restaurantes é valer-se da oportunidade para ativar o SAC da empresa. “A pressão faz parte do nosso modelo de negócio e da correria de uma refeição executiva, mas não toleramos um atendimento ruim, nem que os clientes se sintam tão pressionados como mostra de forma bem humorada o filme”, explica o diretor de marketing e franquia do Spoleto Antonio Moreira Leite.

A ação do Spoleto levou o irônico site Kibe Loco a elogiar a iniciativa do anunciante que ao invés de processar os criadores do vídeo, juntou-se a eles, em uma movimentação que não é usual no mercado.

A história da rede de fast food ganha este curioso desfecho na mesma semana em que a página do Facebook Gina Indelicada, uma bem humorada criação de um estudante de publicidade inspirada na famosa marca de palitos, alcança quase 2 milhões de seguidores. Apesar do sucesso, a empresa a frente da marca Gina ainda não capitalizou a publicidade instantânea que ganhou graças a piada com seu produto icônico.

Ambos os casos lembram ainda um outro, acontecido anteriormente, protagonizado pelo Bradesco. Um cliente que perdeu um cartão fez um comunicado em formato de poesia ao banco, em sua página no Facebook. Surpreendentemente, o Bradesco respondeu da mesma forma: com versos poéticos citando o correntista e o que deveria ser feito.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”