Pirelli assume restauração do Cristo Redentor

Buscar

Marketing

Publicidade

Pirelli assume restauração do Cristo Redentor

Companhia italiana acertou acordo de um ano com a Arquidiocese do Rio de Janeiro e investirá R$ 1,9 milhão

Roseani Rocha
20 de janeiro de 2014 - 3h43

Com patrocínio da Pirelli, começará nesta terça-feira, 21, a restauração da estátua do Cristo Redentor, danificada por raios recentemente. A iniciativa é resultado de acordo de um ano selado entre a companhia italiana e a Arquidiocese do Rio de Janeiro.

Durante a reforma, o monumento de 38 metros, localizado no Morro do Corcovado, permanecerá aberto à visitação turística. Segundo comunicado da Pirelli, a marca investirá R$ 1,9 milhão em obras de manutenção/reforma e também estuda instalar soluções tecnológicas que protejam o monumento.

a possibilidade de o contrato de manutenção ser renovado. Paolo Dal Pino, presidente da Pirelli para a América do Sul, afirmou que é uma honra para a companhia contribuir com a reforma do símbolo da cidade do Rio de Janeiro e uma das sete maravilhas do mundo (o Cristo Redentor recebeu status de uma das sete novas maravilhas do mundo em 2009).

O executivo afirmou, ainda, que a aliança marca os 85 anos de presença da empresa no País e seu compromisso com o Brasil.

Segundo a administração do Parque Nacional da Tijuca, onde está localizado o Corcovado, o monumento do Cristo Redentor foi o que atraiu 85% dos 2,9 milhões de visitantes do parque em 2013.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”