Betty Crocker agora apoia o casamento gay

Buscar

Marketing

Publicidade

Betty Crocker agora apoia o casamento gay

Marca da General Mills usa mídia social e ?Sobremesas Arco-Íris? em seus esforços digitais


27 de junho de 2014 - 10h21

(*) Por E. J. Schultz, do Advertising Age

Conhecida como “primeira dama da alimentação”, Betty Crocker tem gasto mais de 90 anos emitindo conselhos culinários, incluindo a venda de mais de 75 milhões de livros de receitas desde que o primeiro foi publicado, em 1942. Mas nos últimos tempos, o ícone ficcional da marca assumiu uma nova missão, como defensora do casamento gay.

A marca da General Mills começou a ganhar atenção pelo apoio à causa em agosto do ano passado quando forneceu os bolos para casais do mesmo sexo que oficializaram seu relacionamento em Minnesota, depois que o estado legalizou o casamento gay. Agora, Betty está dando prosseguimento a esse gesto significativo ao doar bolos a pessoas que irão se casar no evento Twin Cities Pride, no próximo fim de semana, que celebra igualdade LGBT com um desfile e festival em Minneapolis, onde a General Mills está sediada.

Enquanto isso, a General Mills apoia um grupo LGBT de funcionários chamado “Família da Betty”, que terá um carro alegórico no desfile e a companhia convidou vários casados do mesmo sexo a participar da parada. A Lucky Charms, também propriedade da General Mills, também deve marcar presença no evento.

As aparições de Betty são parte de um esforço maior da marca para redefinir as tarefas domésticas ao mesmo tempo em que celebra a diversidade das famílias atuais, de acordo com a General Mills. Para esse fim, a empresa anunciou esta semana uma parceria com o instituto de políticas públicas sem fins lucrativos New America para a realização de uma pesquisa nacional que buscará captar “a primeira opinião sobre o que significa ser uma dona (o) de casa nos Estados Unidos de hoje”.

“A Betty sempre foi uma pioneira e guia para as donas de casa. Como as famílias de hoje continuam a evoluir, o mesmo acontece com Betty”, afirmou em comunicado Perteet Spencer, gerente de marketing para a marca Betty Crocker. “Nosso intuito é ajudar na construção de um lar. Um entendimento melhor dessas dinâmicas culturais nos ajudará a fornecer os melhores produtos e serviços para ir ao encontro das atuais e futuras necessidades das famílias em qualquer lugar”, acrescentou.

Até o momento, o envolvimento de Betty com os direitos gays tem sido bom para a marca, assegurou Spencer em uma entrevista. “Os pessimistas estão sempre lá, mas em geral a resposta tem sido realmente positiva”, afirmou a executiva. “Se Betty é de alguma forma uma ativista, poderia ser descrita como uma ativista para a dona de casa moderna”. Por si, o termo “dona de casa” parece ultrapassado, evocando imagens de mulheres na cozinha vestindo aventais. Mas mais que fugir da palavra, a General Mills está buscando acrescentar a ela um toque moderno. A pesquisa com a New America ajudará a construir o “Projeto Famílias”, que vem sendo tocado há um ano, que inclui um relatório sobre o estado das famílias hoje.

O relatório define uma “dona de casa” simplesmente como “qualquer um que construa um lar”, ao mesmo tempo em que fornece estatísticas sobre as dinâmicas em transformação das famílias norte-americanas. Entre as revelações está o fato de que em 2010 menos da metade de todos os domicílios nos Estados Unidos incluíam um marido e uma esposa, a primeira vez que isso aconteceu desde que o censo domiciliar passou a ser coletado, em 1940. O relatório também nota que o número de casais do mesmo sexo vivendo juntos saltou 80% nos últimos dez anos.

O projeto inclui perfis em vídeo de quatro famílias modernas, incluindo um casal de mulheres que cria um menino de 13 anos de idade (confira abaixo um desses vídeos e o institucional do Projeto Famílias).

A marca Betty Crocker buscará ainda mais insights no Minnesota Pride, pedindo aos participantes que descrevam “o que ‘lar’ significa para eles”, enquanto compartilhará suas respostas com a hashtag #HomemakerPride. As respostas serão exibidas em um display no estande da Betty Crocker no evento e promovidas nas redes sociais. Finalmente, Betty pedirá às pessoas que “demonstrem seu orgulho” elaborando sobremesas com o tema do arco-íris.

Tudo isso parece incrivelmente longe de 1957, quando um anúncio da Betty Crocker sugeria que uma forma de “beijar e se desculpar” de seu homem (presumivelmente seu marido) era fazer a ele um bolo.

(*) Tradução: Roseani Rocha

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”