Por que a Uber contratou a head de marketing da Apple?

Buscar

Marketing

Publicidade

Por que a Uber contratou a head de marketing da Apple?

Ex-head de consumer da Apple Music, Bozoma Saint John chega com a missão de reformular a imagem global da companhia


7 de junho de 2017 - 15h11

Bozoma Saint John será chief brand officer da Uber (Crédito: Reprodução/Advertising Age)

A Uber acaba de anunciar mais uma contratação de alto nível, que representa a intenção da empresa em qualificar sua área de marketing. A companhia contratou Bozoma Saint John, que pelos últimos três anos ocupou o cargo de head global de consumer marketing da Apple Music.

Bozoma assume o posto de chief brand officer e ficará na sede da Uber, em San Francisco. A executiva não é o primeiro talento que a Uber busca no mercado para qualificar o posicionamento de sua imagem e de suas estratégias de comunicação. No ano passado, a companhia havia contratado Jeff Jones, ex-chefe de marketing da Target, como presidente da área de corridas compartilhadas. Jones, no entanto, ficou pouco tempo no cargo e, por conta de divergências envolvendo o CEO da Uber, Travis Kalanick, ele deixou a companhia em março deste ano.

A contratação de Bozoma acontece em um momento em que a imagem do aplicativo está vulnerável por conta de diversas denúncias que envolvem, até mesmo, prática de assédio sexual. Nessa semana, a companhia anunciou a demissão de 20 pessoas após uma investigação de denúncias de assédio. Reposicionar a imagem global da companhia de mobilidade está entre os trabalhos de Bozoma.

Antes de atuar na Apple Music, a nova executiva da Uber, que é nascida em Gana, também trabalhou na PepsiCo. O anúncio da contratação da executiva foi feito pelo perfil oficial da Uber no Twitter. A executiva também postou uma mensagem sobre seu novo trabalho na mesma rede social. Além da contratação da ex-head da Apple, a companhia também comunicou a chegada de Frances Frei, professor da Harvard Business School, para o cargo de vice-presidente de liderança e estratégia.

Com informações do Advertising Age

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Acontece

  • Apple Music

  • marketing

  • uber

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

  • Felipe FW

    Muito boa a sua contratação. Ela sabe muito bem como fazer os trabalhos acontecerem

  • Ana Maria D’Alessandro de Cama

    Acredito que devam acontecer ações simultaneas. Reciclagem dos motoristas ( nenhum está preparado para atendimento ), os carros não passam por vistorias, para o piblico as tarifas sofrem poucas promoções e quando estas acontecem, me parece que é retirado do percentual do motorista (sic)…?
    Não se trata apenas de marketing, na minha opinião, E sim de ATENDIMENTO COM QUALIDADE!
    Acompanhamento da frota e etc.

  • Renata

    Não sei lá fora, mas no Brasil outros aplicativos estão oferecendo taxas mais atraentes para os motoristas – o Uber cobra até 25% enquanto a 99 cobra 17%, por exemplo, entre outros bônus por produtividade – e descontos para os clientes. E me parece que não há uma verificação satisfatória do histórico do motorista também, entre outras coisas nesse sentido.