Medina: “meu compromisso é levar este legado para fora”

Buscar

Marketing

Publicidade

Medina: “meu compromisso é levar este legado para fora”

No Rock in Rio Preview, criador do evento comenta o objetivo de transformar a cidade do Rio de Janeiro, indo além da Cidade do Rock

Teresa Levin
13 de setembro de 2017 - 16h23

Roberto Medina, presidente do Rock in Rio (crédito: divulgação/I Hate Flash)

“Vamos virar esse jogo e meu compromisso maior, hoje, é levar esse legado para fora”. Com o claro objetivo de se envolver integralmente no resgate da cidade do Rio de Janeiro, Roberto Medina, idealizador e presidente do Rock in Rio, aproveitou a realização do Rock in Rio Preview na terça-feira, 12, para falar de suas metas para a capital fluminense. O executivo acredita que o clima que é encontrado no evento pode, sim, ultrapassar as barreiras da Cidade do Rock e ser levado para a cidade. Por conta disso, ele é um dos nomes por trás do calendário “Rio de Janeiro à Janeiro”, que está sendo montado para que o Rio tenha eventos grandiosos e temáticos a cada mês, aquecendo a economia local.

“Não dá para vivermos felizes se a cidade não estiver feliz. É muito duro ver uma cidade que é capaz de produzir uma Olimpíada, como foi feito aqui e mudou o astral do Brasil, que é capaz de produzir um Rock in Rio, o carnaval, que é o maior evento do mundo, estar triste, com sua gente acanhada, sofrendo. Podemos e vamos dar a volta por cima”, disse.

A declaração de Medina aconteceu no evento no qual a Cidade do Rock foi apresentada aos jornalistas, com todas suas atrações funcionando. Pela primeira vez, o festival ocupa o Parque Olímpico, em uma área de 300 mil metros quadrados. “Esta edição vai marcar uma nova experiência. Não tem nada a ver com o que vivemos antes”, projetou Roberta Medina, vice-presidente do Rock in Rio. Ela antecipou que, apenas a área de público, é maior do que toda a Cidade do Rock das edições de 2011, 2013 e 2015. “Neste ano entregaremos o que sempre sonhamos: um parque temático da música. Onde as pessoas vem passar o dia e cumprir o espírito e motivação que nos fazem estar aqui hoje, e fizeram o Roberto criar o Rock in Rio 32 anos atrás”, falou, citando que o objetivo do evento sempre foi mostrar que pessoas de raças e credos diferentes poderiam estar em paz e harmonia em um mesmo lugar. “Tenho certeza que um mundo melhor é possível e a Cidade do Rock é isso. Acreditamos e fazemos um mundo melhor, onde há respeito, infraestrutura, segurança, cuidado com os outros”, disse.

Um passeio pelo espaço mostrou realmente os ganhos que a mudança de lugar já trouxe para o evento, com ativações diferenciadas de patrocinadores espalhadas pelo local; oito palcos onde serão realizados shows dos mais diversos artistas; brinquedos como a roda-gigante, a montanha-russa e a tirolesa; além de novidades como as arenas do Game XP e a Gourmet Square. A cada dia, 100 mil pessoas passarão pela Cidade do Rock acompanhando as mais de 12 horas de evento. O Rock in Rio começa a sua programação oficial às 15 horas de cada dia e encerra sempre às 4 horas da manhã do dia seguinte. O Festival acontecerá nos dias 15, 16, 17, 21, 22, 23 e 24 de setembro.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Roberta Medina

  • Roberto Medina

  • Rock in Rio

  • eventos

  • Festival

  • marketing

  • música

  • Rock in Rio

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”