Grupo Globo e Go4it lançam Prêmio eSportsBrasil

Buscar

Marketing

Publicidade

Grupo Globo e Go4it lançam Prêmio eSportsBrasil

Claro já detém a cota de apresentação do projeto que acontecerá no dia 19 de dezembro, em São Paulo

Teresa Levin
6 de novembro de 2017 - 18h13

Globo e Go4It lançam premiação com foco em eSports

O Grupo Globo e a Go4It estão a frente do Prêmio eSportsBrasil, primeira premiação do segmento de eSports na América Latina. Com data marcada para dia 19 de dezembro, em São Paulo, ele contará com apresentação da Claro; o local em que será realizado ainda não foi revelado. A ideia é que o prêmio reconheça, celebre e projete representantes de todos os stakeholders que impulsionam a indústria brasileira de esportes eletrônicos, construindo um legado que impulsione o Brasil no cenário global da modalidade. O evento contará com transmissão no SporTV, além de desdobramentos nas diversas plataformas do Grupo Globo.

“Um dos compromissos do Esporte Grupo Globo com o público é levar o conteúdo que o consumidor quer, da melhor forma possível e gerar conexão. O Prêmio vem para complementar a estratégia do Grupo fazendo essa conexão direta com o universo dos esports”, explica Leandro Valentim, diretor de novos negócios esporte Grupo Globo. Ele acrescenta que a Globo já tem um histórico no segmento, que inclui transmissões dos principais campeonatos da categoria, como, por exemplo, Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLOL), Campeonato Mundial de League of Legends, ESL Extreme Masters e FIFA Interactive World Cup e-Brasileirão. Além disso, o Grupo lançou este ano um canal exclusivo no YouTube dedicado aos esports (e-SporTV) e produz, desde 2016, o “Zero 1”, programa na grade da TV Globo sobre o universo geek, incorporando a temática de games. “O Grupo também desenvolve ações em eventos de eSports, como aconteceu na Brasil Game Show e na Arena Game XP, no Rock in Rio”, cita o executivo.

Fernanda Lobão, diretora de comunicação e planejamento da Go4it, destaca que o prêmio cobre uma lacuna importante de toda a cadeia de valor da indústria nacional de eSports. “Com ele, vamos acelerar a curva de profissionalização do segmento e atender marcas que precisam se conectar de forma genuína com os millenials.”, afirma a executiva da Go4it. A Cursor eSports, empresa fundada por três ex-gamers e gestores de equipes profissionais, que recebeu investimento da Go4it em 2016, é responsável pelo escopo técnico, envolvendo o desenho e a  curadoria do prêmio. Já a VIU, unidade de negócios da Globosat dedicada à produção e promoção de conteúdo digital, está a frente da produção e distribuição de conteúdo em segunda tela e em diferentes plataformas, incluindo o e-SporTV, canal exclusivo de eSports no YouTube. Ficará a cargo da VIU quadros especiais sobre o prêmio dentro do e-SporTV, com novidades, esquentando o público e falando sobre as votações.

O Prêmio eSports Brasil reconhecerá diferentes modalidades no universo dos campeonatos de games. A ideia é que os fãs de eSports sejam envolvidos desde o aquecimento, conhecendo as categorias da premiação, jurados e indicados.  A escolha dos vencedores do Prêmio eSports Brasil será baseada em duas frentes: votação técnica e popular. No aspecto técnico, um júri especializado indicará os concorrentes para cada categoria que irão para votação do público no site do prêmio a partir do dia 6. Entre os finalistas, o júri definirá os vencedores. Já na eleição popular, que inclui “melhor streamer”, “melhor organização”, “melhor jogo” e “craque da galera”, o público nomeará seus favoritos: os três que receberem mais votos vão para o “torcidômetro”, também no site do prêmio, onde serão definidos os vencedores do voto popular.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Fernanda Lobão

  • Leandro Valentim

  • Claro

  • Globo

  • Go4it

  • SporTV

  • VIU

  • prêmios

  • Arena eSports

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”