E-commerce ganha peso no Natal da Coca-Cola

Buscar

Marketing

Publicidade

E-commerce ganha peso no Natal da Coca-Cola

Estratégia de final de ano da marca passa por iniciativas que incluem sua plataforma de vendas diretas lançada em abril deste ano

Luiz Gustavo Pacete
8 de novembro de 2017 - 9h35

A Coca-Cola anunciou nesta terça-feira, 7, suas estratégias para o Natal deste ano. Entre várias iniciativas que incluem as latas com rótulos inspirados em situações do cotidiano está o foco da empresa em sua plataforma de vendas diretas lançada em novembro.

“A Loja Coca-Cola é mais do que um novo canal de vendas. É uma plataforma que nos permite estar cada vez mais próximos dos nossos consumidores, conhece-los melhor e servi-los através de uma experiência personalizada, desde o primeiro contato até a entrega”, afirma Adriana Knackfuss, VP de transformação digital na Coca-Cola Brasil.

No seu e-commerce, a marca passa a oferecer, além das latas customizadas, presentes para enfeitar a ceia assinados por sua coleção Home Collection – petisqueiras, balde de gelo, cooler – e garrafinhas de alumínio que podem ser customizadas e entregues em todo o Brasil

Outra ação envolvendo ações online da marca são os cartões digitais que podem ser compartilhados em redes sociais. No site da marca, serão disponibilizados encartes ilustrados e animados contextualizando nove situações das frases nas embalagens.

Veja o vídeo da campanha:

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Bebidas

  • cocacola

  • Digital

  • ecommerce

  • natal

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”