CNA completa 45 anos e planeja abrir 60 escolas em 2018

Buscar

Marketing

Publicidade

CNA completa 45 anos e planeja abrir 60 escolas em 2018

Rede de ensino de idiomas inicia terceira fase da campanha “Don’t Be Loro”, criada pela Talent Marcel

Thaís Monteiro
10 de janeiro de 2018 - 10h29

Campanha criada pela Talent Marcel ironiza os aprendizados de idiomas baseados em repetição (Crédito: Reprodução)

Em anos marcados por fusões e aquisições, o CNA, escola de idiomas fundada em 1973 por Luiz Nogueira da Gama Neto, conseguiu se manter em ascensão. A empresa conquistou a liderança de mercado no primeiro semestre de 2017, segundo dados da Nielsen, e agora se prepara para expandir seu negócio em número de escolas e locais. Junto a isso, estreia neste mês a terceira fase da campanha “Inglês chato ninguém merece” com maior participação de influenciadores.

A rede atingiu a liderança do mercado às vésperas do aniversário de 45 anos, celebrado em 2018, e no ano em que teve crescimento de 16% no número de alunos. A pesquisa Nielsen Homescan Talk About indicou que a empresa tem 9,4% dos alunos de inglês das áreas urbanas das regiões Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. O instituto não divulgou a participação das demais redes. O CNA tem 400 mil alunos em 605 escolas. A meta da rede para 2018 é abrir 60 escolas, quase o dobro das 33 inauguradas em 2017, e explorar novos territórios. “Nós temos mapeado mais de 400 cidades, mas vamos focar em 140 cidades por enquanto para criar mais capilaridade para nossa marca”, diz Luciana Fortuna, diretora de marketing do CNA.

Para a executiva, um dos atuais desafios do CNA para atingir tal resultado é conseguir expor seus diferenciais pela comunicação interna e externa. Assim, a terceira fase da campanha “Inglês chato ninguém merece”, criada pela Talent Marcel, continuará com os influenciadores Malena e Mauro Nakada. Os youtubers disponibilizarão vídeos patrocinados nos seus canais. Nakada também produziu 12 pílulas para os alunos da rede parabenizando os estudantes que passaram de nível, dando boas-vindas aos recém-matriculados e contando os benefícios de cursar CNA (como o certificado de Cambridge, materiais didáticos da Disney, atividades com realidade aumentada e outros), por exemplo. Para os canais digitais da marca e veiculação no rádio e na TV, a agência criou spots e filmes que continuam com a participação do papagaio e da hashtag #DontBeLoro, adotados pela escola no início de 2017. Nos spots para rádio, os personagens falam como é mais divertido estudar inglês no CNA. Já nos comerciais, a ideia é mostrar que inglês chato não gera aprendizado. No primeiro vídeo, chamado “Janela”, o papagaio foge da sala de aula onde está aprendendo inglês de forma monótona, e no segundo, “Avião”, a ave vivencia situações cotidianas em que o conhecimento do idioma é necessário. “Desta vez, quisemos tirar o personagem da sala de aula e fazer ele viver situações diferentes”, conta Luciana.

A terceira fase da campanha, que inclui ainda mídia OOH, impressa e material para PDV, também apresenta a nova logo da rede. Responsável pelo trabalho, o estúdio Árvore tirou o efeito 3D e adotou uma fonte mais arredondada. O slogan “inglês definitivo” ganhou uma nova fonte e é grafado em letras minúsculas. A introdução da ave nas campanhas da marca gerou engajamento. A série de filmes, lançada em janeiro de 2017, atingiu 4,6 milhões de visualização no YouTube e retenção de 92% dos usuários, que assistiram aos filmes até o final. Já nos desdobramentos da ação nos canais dos influenciadores, os vídeos alcançaram 2,5 milhões de visualizações. “Nossa intenção com o papagaio foi trazer um pouco de humor para a campanha e acredito que acertamos. Sempre digo que um desafio nesse mercado é fazer sua escola se destacar do ‘sopão de letrinhas,’ e é um trabalho que temos conseguido fazer com a Talent nos últimos três anos, tentando manter a consistência na comunicação e criatividade”, conta Luciana. Confira os comerciais:

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Campanha

  • CNA

  • Talent Marcel

  • Loro

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”