Pixel Show reúne criatividade e negócios em sua 14ª edição

Buscar

Marketing

Publicidade

Pixel Show reúne criatividade e negócios em sua 14ª edição

Festival que ocorre no sábado, 10, e domingo, 11, deve receber 45 mil participantes e debater vários temas relacionados à economia criativa

Luiz Gustavo Pacete
8 de novembro de 2018 - 6h00

 

A cultura maker está presente em discussões e ativações do Pixel Show (Crédito: Divulgação)

A safra de festivais de criatividade está em alta no Brasil. A junção de temas como empreendedorismo, inovação e economia criativa vem possibilitando uma série de iniciativas direcionadas a reunir especialistas e interessados nesse universos. E no próximo sábado, 10, e domingo, 11, São Paulo recebe mais uma dessas iniciativas, o Pixel Show. Criado em 2005, e realizado pela editora Zupi, o evento espera reunir 45 mil participantes, maior público de sua história.

Além dos painéis de conteúdo, o Pixel Show traz uma feira e espaço de experiências com imersão e oficinas makers. Uma das verticais do evento, a Sala Pixel Voice se propõe a tratar a expansão do mercado de voz, sobretudo, em um contexto de internet das coisas e assistentes de voz. “Somos impactados o dia todo por locutores e dubladores: em comerciais de TV, rádio, internet, nas assistentes virtuais pessoais, no Waze, em aplicativos; voz original em animações, em games, entre outros”, diz Simone Kliass que divide a curadoria da Sala Pixel Voice com o locutor Jason Bermingham.

“Por termos um conteúdo bem abrangente, estamos esperando pessoas de vários níveis de experiência e de vários mercados. O que temos todos em comum é o desejo de melhorar e de fortalecer o nosso mercado de maneira aberta e transparente”, diz Jason. Nas salas Animação & Vídeo, Publicidade & Música, Inovação & Tech e Visionários, Símon Szacher e Allan Szacher reuniram temas principais relacionados à economia criativa. “É a indústria que mais se comunica e tem sinergia com as culturas urbanas, pois ela envolve um altíssimo grau de cultura, lifestyle, inovação, tecnologia, moda, música e comunicação”, diz Simon.

 

O mundo da ficção e processos criativos são também destaques no evento (Crédito: Divulgação)

Para Vanessa Queiroz, da Sala Arte & Design, os dois assuntos se misturam em muitos produtos como, por exemplo, “numa capa de disco, num projeto de identidade visual, num vídeo”. “As pautas mais importantes hoje no setor de empreendedorismo e inovação tratam de como lidar e como incorporar nas atividades atuais e no planejamento estratégico os avanços da tecnologia. Falamos de indústria 4.0, realidade virtual, internet das coisas e um termo novo que está surgindo que é o BOIT – que é a junção de internet das coisas e inteligência artificial”, explica Fernando Seabra, curador da Sala Empreendorismo & Business.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Inovação

  • economia criativa

  • Pixel Show

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”