Monitores de TV em bancas são barrados

Buscar

Mídia

Publicidade

Monitores de TV em bancas são barrados

Comissão de Proteção a Paisagem Urbana foi contra a instalação de monitores de TV nas bancas de São Paulo

Nathalie Ursini
4 de setembro de 2013 - 2h51

A tentativa de modernizar as bancas de jornal deu mais um passo para trás. O pedido realizado pelo Sindicato dos Vendedores de Jornais e Revistas de São Paulo, o Sindjor – SP, foi indeferido nesta segunda-feira, 2. A decisão foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira, 3.

O Sindicato pedia a regularização da instalação de monitores de 14 polegadas dentro e fora das bancas de jornal. A proposta era substituir as imagens estáticas das capas das revistas por um monitor digital. “Na TV você tem mais agilidade, é tudo online. Podemos baixar a capa da revista da próxima semana e começar a divulgar no mesmo momento”, explica José Antonio Montovani, presidente do Sindjor.

A Comissão de Proteção à Paisagem Urbana da cidade (CPPU), que é responsável por analisar as exceções da Lei Cidade Limpa, foi a responsável pelo veto. Segundo Montovani, os jornaleiros aproveitariam a TV também para exibir materiais publicitários, o que não é aceito pela CPPU por conta da lei.

O Sindjor argumenta que o setor passa por uma crise financeira e que necessita de outras fontes de recurso. Em maio deste ano, o prefeito Fernando Haddad vetou o Projeto de Lei nº 562/11, de autoria do vereador José Américo Dias (PT), que determinava a ampliação do leque de produtos comercializados em bancas de jornal.

Montovani disse que vai marcar uma reunião com o vereador para decidirem qual o próximo passo a ser dado. “Vamos sentar com o Américo e conversar com ele, porque a ideia de instalar os monitores com a CPPU era para não precisar de uma lei. Mas como não foi possível, partiremos, provavelmente, para um Projeto de Lei”, afirma.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”