GfK e emissora, enfim, assinam acordo

Buscar

Mídia

Publicidade

GfK e emissora, enfim, assinam acordo

Band, RedeTV, SBT e Record terão um novo instituto de pesquisa para medir a audiência televisiva; operação deve começar em 2015

Bárbara Sacchitiello
16 de dezembro de 2013 - 5h40

Quase um mês depois de terem assinado uma carta de intenções, a GfK e as quatro emissoras de TV aberta do Brasil finalmente formalizaram em um contrato sua decisão de iniciar uma nova operação de medição de audiência do Brasil. A assessoria de imprensa da empresa de pesquisas alemã enviou um comunicado anunciando que nesta segunda-feira, 16, Bandeirantes, Record, SBT e RedeTV assinaram o contrato do serviço, que deve ser iniciado em 2015.

A proposta da GfK propõe a ampliação da amostra de audiência para 6 mil domicílios, distribuídos em 15 cidades brasileiras. Os dados serão coletados via terreste, cabo e também por satélite e a empresa utilizará o software EvogeNius.

“É com muito entusiasmo que anunciamos o acordo com quatro das principais emissoras do Brasil para trazer o nosso inovador serviço de medição de audiência a um dos mercados de televisão mais vibrantes do mundo”, declarou Gerhard Hausruckinger, COO (Chief Operating Officer) e membro do Conselho de Gestão da GfK, no comunicado.

O contrato entre a Gfk e as quatro emissoras brasileiras tem valor superior a US$ 100 milhões e é valido, inicialmente, por cinco anos. A empresa declara que, para o início da operação na área de audiência televisiva, serão contratados cerca de 100 funcionários.

Na configuração da amostra de mensuração que a empresa pretende implantar, a maior base será na praça da Grande São Paulo, para a qual a estimativa é equipar 1600 domicílios com o sistema de monitoramento da GfK. O Rio de Janeiro representará a segunda maior amostra, com 920 domicílios (veja tabela).

wrapswraps
As negociações entre a empresa alemã e as emissoras do Brasil vêm se desenrolando há meses. O anseio em contar com uma segunda análise de audiência (além daquela já oferecida pelo Ibope, que atua sozinho no setor há mais de três décadas) conciliou o interesse dos canais com a companhia alemã, que via no País um potencial mercado. Em dezembro, uma equipe técnica formada por representantes de todas as emissoras, além da própria GfK, embarcaram para Portugal com o objetivo de compreender as métricas e tecnologias aplicadas pela empresa naquele país e, posteriormente, estudar as melhores maneiras de adapta-las ao mercado brasileiro. 

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”