Comic Con movimenta R$ 15 milhões

Buscar

Mídia

Publicidade

Comic Con movimenta R$ 15 milhões

Realizada pelo Grupo Omelete, 2ª edição brasileira registrou receita 50% maior do que em sua estreia, em 2014


18 de janeiro de 2016 - 11h10

Para quatro dias de um evento que está em sua segunda edição, R$ 15 milhões não são nada mal. Foi isso que a Comic Con Experience Brasil (CCXP) movimentou de 3 a 6 de dezembro passado, 50% a mais do que a edição de 2014.

O aumento da receita está relacionado ao maior interesse de expositores — subiu de 70 para 120 — e das 142 mil pessoas que compareceram aos pavilhões da São Paulo Expo.
O crescimento de público e receita representa para o Grupo Omelete, que realiza o evento junto a Pizii Toys e Chiaroscuro Studios, boas possibilidades de fazer uma CCXP ainda maior neste ano.

“Em 2016, esperamos crescer mais 50%. Queremos chegar a 200 mil pessoas e, assim, passar o público do evento de Nova York, o maior atualmente. Ser a maior do mundo em três edições é um passo enorme”, comenta Pierre Mantovani, CEO da Comic Con Experience e do Grupo Omelete. A edição de 2015 oferecia 56 mil metros quadrados e a deste ano pode chegar a 100 mil. Marcas como Netflix – que no ano passado trouxe nomes como Adam Sandler, Aml Ameen e Alfonso Herrera – ajudaram a dar mais prestígio à CCXP Brasil. “É a segunda vez que a Netflix participa.

Somos a primeira Comic Con a recebê-los, resultado de um trabalho de oito meses de convencimento”, diz Pierre. O evento também faz parte dos pacotes comerciais oferecidos pelo Grupo Omelete às marcas, que abrange a audiência do portal, e da Social Comics, plataforma de quadrinhos, que recebeu aporte de R$ 2 milhões da empresa em 2015. “Venda integrada é o nosso mantra para este ano. Este não é mais um mercado de nicho”, afirma o executivo.
 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”