Teleton renova formato com versão digital

Buscar

Mídia

Publicidade

Teleton renova formato com versão digital

A 20ª edição do projeto terá uma versão digital viabilizada pela Endemol Shine Brasil, o Teleton +, com 29 horas de programação multiplataforma

Karina Julio
11 de outubro de 2017 - 14h57

O Teleton, evento que o SBT realiza em parceria com a AACD para arrecadação de doações para a entidade, está chegando à sua 20ª edição em outubro. O evento acontece nos dias 27 e 28 de outubro e terá um formato de programação diferente dos anos anteriores, com foco na audiência multiplataforma. Este ano, o Teleton terá o tradicional programa na TV, exibido em rede nacional no SBT, e o Teleton +, versão voltada para as redes sociais.

Viabilizado pela Endemol Shine Brasil, o Teleton + terá 29 horas de programação exibida online, com apoio de influenciadores digitais e personalidades embaixadoras da iniciativa. A meta deste ano é arrecadar R$ 28 milhões, valor que será utilizado para a manutenção das unidades e do hospital da AACD.

Valdecir Galvão, José Maciel, Daniel, Nascimento, Portiolli, Maísa, Letícia, Juliana Algañaraz e Michael Ukstin durante a coletiva de imprensa do Teleton. Foto: Lourival Ribeiro/SBT

“Queremos mostrar que o Teleton pode ser propagado em todos os devices, sempre respeitando cada plataforma. Queremos atingir todo e qualquer público, independentemente de onde ele realiza o acesso”, disse Juliana Algañaraz, diretora geral da Endemol Shine Brasil.

O conteúdo das redes sociais estará no centro da estratégia para esta edição. “Não queremos transformar o digital na TV. Muito pelo contrário: é o digital que irá transformar e pautar o conteúdo do programa Teleton+”, acrescenta.

O padrinho do Teleton+ é Celso Portiolli, que vai liderar um time de embaixadores que inclui  Maisa Silva, Felipe Castanhari, Larissa Manoela, Jakson Follmann, Maíra Medeiros, Iberê e Mari (Manual do Mundo), Nataly Neri, entre outros. “Vamos tentar reunir o máximo de pessoas para quebrar a internet”, disse Portiolli em comunicado. Os onze embaixadores, além dos convidados, foram escolhidos após análises da área de desenvolvimento de audiência do time da Endemol.

“É na internet que as pessoas dão a sua opinião, apoiando e discutindo causas importantes. Acreditamos que o ambiente só ajuda a atingirmos a meta de arrecadação do Teleton. Falar sobre ‘mudar o mundo’ nas redes pode virar o ‘realmente fazer a diferença’. Mais de 80% dos brasileiros já possuem acesso a internet, o que aumenta muito a força do projeto no país”, argumenta Juliana.

Parceira do SBT para o Teleton pela primeira vez, a Endemol Shine decidiu abraçar o projeto como parte de sua plataforma humanitária global, a Endemol Shine Giving. “Muitos funcionários da nossa empresa já trabalhavam como voluntários do projeto e foi natural para a gente oferecer para o SBT e AACD o suporte como empresa e nossa expertise em projetos digitais”, finalizou a executiva.

Letícia Barbosa Sanches, de nove anos, foi a paciente escolhida para representar todos os pacientes atendidos pela AACD na edição especial de 20 anos. Paciente da instituição desde recém-nascida, ela é a criança símbolo do programa, apresentada ao público como uma garota vinda do futuro com a missão de engajar as pessoas com a causa da pessoa com deficiência física.

 

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Celso Portiolli

  • Felipe Castanhari

  • Iberê Camargo

  • Jackson Follmann

  • Larissa Manoela

  • Maíra Medeiros

  • Maísa Silva

  • Nataly neri

  • sbt

  • teleton

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”