O que já está gerando conversa neste Carnaval

Buscar

Mídia

Publicidade

O que já está gerando conversa neste Carnaval

Mapeamento da Scup aponta as marcas, artistas e músicas mais mencionadas no Twitter e Instagram

Thaís Monteiro
8 de fevereiro de 2018 - 6h00

(crédito: Carlos Erbs/Divulgação)

Um dos eventos nacionais mais importantes em termos de festa, consumo e movimentação nas ruas, o Carnaval abre inúmeras oportunidades para marcas que desejam fazer parte da folia. É possível patrocinar blocos de rua, escolas de samba, vender produtos exclusivos para a data e sediar festas, por exemplo, ou ir além e aproveitar o engajamento do evento nas redes sociais para fazer ativações no digital.

Segundo um levantamento da plataforma Scup Social, feito entre 1º e 19 de janeiro, foram coletadas dois milhões de menções à data somente no Twitter e no Instagram. Nesse caso, a rede mais utilizada foi o Twitter, onde ocorreram 38 vezes mais menções do que no Instagram. A empresa mapeou as bebidas e marcas de bebidas mais citadas, as atrações mais esperadas e, a pedido do Meio & Mensagem, o artista e hit do Carnaval 2018.

Cerca de 24 mil das menções estudadas pela Scup foram sobre como celebrar o Carnaval. A maioria dos usuários, 60% deles, disse que participará dos trios elétricos. O segundo espaço mais citado foram as escolas de samba e a transmissão ao vivo dos desfiles nos sambódromos ganharam o terceiro lugar nas menções. A empresa espera que esse último dado cresça à medida que as datas se aproximam. Os blocos de rua paulistanos estão gerando mais destaque em comparação com os cariocas, com 55,9% das citações. No entanto, as escolas de samba do Rio de Janeiro têm o triplo de menções. No total, foram 150 mil posts sobre escolas de samba. A favorita de São Paulo é a Vai-Vai, citada 9.652 vezes, e a do Rio é a Mangueira, citada 30.012 vezes.

“O principal aprendizado para as marcas é a capacidade de entender o público de uma forma aberta, livre de estereótipos, a fim de captar os seus verdadeiros interesses”, diz Marina dos Anjos

Um dos resultados que surpreenderam a gerente de marketing da Scup, Marina dos Anjos, foi a bebida mais mencionada nas redes sociais: água, seguida por caipirinha, cerveja, catuaba e vodca. “Achávamos que o termo ‘cerveja’ seria destaque absoluto de menções, até por conta da atuação agressiva das marcas. Isso mostra uma leitura bastante interessante do público jovem do Twitter e Instagram”, conta Marina. A Skol, por exemplo, anunciou recentemente que irá patrocinar 300 festas, trios elétricos e blocos em mais de 30 cidades pelo País. Já as marcas mais citadas pelos internautas foram: Catuaba, Skol Beats, Skol, Brahma e Devassa. “O principal aprendizado para as marcas é a capacidade de entender o público de uma forma aberta, livre de estereótipos, a fim de captar os seus verdadeiros interesses”, diz a executiva.

Destaques da música no ano passado, Anitta e Pabllo Vittar — esse último que ganhou atenção no Carnaval 2017 com o single Todo Dia , não deixaram de ocupar posições altas no ranking dos artistas mais comentados. Metade das menções foram destinadas a comentários sobre a Anitta, que ocupa a primeira posição. Depois dela estão o cantor norte-americano Pitbull e Claudia Leitte, que abrirão o Carnaval de Salvador juntos, Pabllo Vittar, Ivete Sangalo, Wesley Safadão e Jojo Toddynho.

Jojo Toddynho ganhou essa evidência por conta do seu lançamento mais recente, a música Que Tiro Foi Esse, que teve 45 mil menções como o hit do Carnaval 2018. As apostas anteriores à Que Tiro Foi Esse eram Vai Malandra, de Anitta, e Vai Faz a Fila, de MC Denny.

Anitta também entrou para a lista das hashtags mais utilizadas no Twitter e Instagram, mesmo que em último lugar. Também no Top 10 estão: #carnaval, #carnaval2018, #samba, #eusoudeniteroi, #folia, #makeup, #passistas, #sambanope e #passistashow. Todas as hashtags estão relacionadas a assuntos positivos, mas a Scup mapeou também as palavras mais usadas em tom negativo nas redes, como Rio (28%), tiro (21%), gritar (20%), danço (15%) e corro (15%). Segundo a empresa, a maioria delas se refere à violência no Rio de Janeiro, mesmo que a capital fluminense ainda seja um dos destinos mais cotados. A música Que Tiro Foi Esse também foi usada para criticar a conjuntura atual da cidade. Os termos positivos foram: Salvador (30%), versão (21%), trio (18%), Anitta (18%) e bloco (13%).

A Scup Social também analisou os melhores períodos para as marcas interagirem com os internautas sobre o evento. Segundo o levantamento, o melhor dia da semana é terça-feira, seguido por quarta e segunda. O melhor horário é na faixa das 22h às 23h. A Scup não recomenda ativar o público nas redes sociais durante o fim de semana, pois as menções sobre o assunto caem cerca de 50% em relação à terça-feira.

“Acreditamos que a pesquisa revela dados muito interessantes e pertinentes sobre o comportamento e reação das pessoas no Instagram e Twitter. Informações como melhores dias e horários podem nortear a veiculação de campanhas, posts e até mesmo estratégias de posicionamento de marcas que trabalham com produtos relacionados ao período do Carnaval”, declara Marina dos Anjos.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • artista

  • ativação

  • bebida

  • Brahma

  • Carnaval

  • Carnaval 2018

  • Catuaba

  • Devassa

  • festa

  • hashtag

  • Mangueira

  • marca

  • música

  • patrocínio

  • Scup

  • Scup Social

  • skol

  • Skol Beats

  • Vai-Vai

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”