CEO do NYT prevê, no mínimo, dez anos de vida para jornal impresso

Buscar

Mídia

Publicidade

CEO do NYT prevê, no mínimo, dez anos de vida para jornal impresso

Mark Thompson deu entrevista à rede de TV norte-americana CNBC e exaltou a qualidade do veículo, garantindo que a companhia se prepara para o futuro


14 de fevereiro de 2018 - 12h42

Crédito Reprodução

Em entrevista ao canal norte-americano CNBC nessa segunda-feira, 12, o CEO da New York Times Company, Mark Thompson, falou sobre os recentes resultados positivos da companhia e, também, fez algumas projeções. Quando questionado, Thompson falou sobre o inevitável momento futuro, quando o jornal descontinuará sua versão impressa.

“Acredito nisso para o futuro, daqui a muitos anos. Mas, a propósito…nós achamos que nosso produto impresso é maravilhoso. Adoraríamos que ele sobrevivesse e durasse enquanto possível. Acredito que podemos enxergar, no mínimo, mais dez anos para o nosso produto impresso nos Estados Unidos. E sabemos que, pelo lado econômico, a plataforma impressa continua fazendo sentido. Como eu disse, então, estamos tentando virar a chave e não depender tanto do produto impresso. Em 2017, crescemos na receita total da companhia, aumentando a rentabilidade”, disse o CEO.

Na semana passada, a New York Times Co. reportou um lucro anual de US$ 112,3 milhões em 2017, crescimento de 10,6% na comparação com 2016. Até o final do ano passado, o jornal já tinha aproximadamente 2,6 milhões de assinaturas exclusivamente digitais, o que configura um crescimento de 46% na comparação com 2016. A verba vinda de assinantes chegou a US$ 1 bilhão, correspondendo a 60% do total de receitas, que fechou o ano em US$ 1,7 bilhão.

A receita de publicidade também cresceu, aumentando 14,1% no ano passando – alcançando o montante de US$ 238 milhões. No impresso, porém, a empresa enfrentou dificuldades. As receitas do papel somaram US$ 320 milhões, uma queda de 13,9% na comparação com o ano anterior.

Com informações do Advertising Age

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • digital

  • Negócios

  • impresso

  • Internacional

  • Estados Unidos

  • Jornais

  • new york times

  • veículos

  • receitas

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”