Globo quer se tornar um banco de dados do mercado

Buscar

Mídia

Publicidade

Globo quer se tornar um banco de dados do mercado

Em evento realizado em São Paulo, emissora abriu informações sobre todos seus diferentes pilares com a proposta de gerar novos negócios

Bárbara Sacchitiello
26 de abril de 2018 - 8h13

Sérgio Valente (à esq.), diretor de Comunicação e Marcelo Duarte, diretor-geral de negócios, na abertura do evento (Crédito: Divulgação/Ramón Vasconcellos/Globo)

Em outubro do ano passado, a Globo apresentou ao público uma campanha que anunciava o alcance dos produtos televisivos da emissora a cada dia – “100 milhões de Uns”, segundo cálculos que compreendem as plataformas linear e digital. Mais do que uma campanha institucional, o projeto nasceu com a proposta de iniciar uma jornada de compartilhamento de informações com o mercado publicitário, a fim de tornar a Globo uma fonte de dados estratégicos.

Mais um passo nessa iniciativa foi dado nessa quarta-feira, 25, quando a emissora realizou o primeiro evento sob a bandeira dos “Milhões de Uns”. Com 25 palestras rápidas – todas realizadas por profissionais da casa – a Globo compartilhou com 250 convidados (profissionais de agências e de grandes anunciantes) alguns cases, diretrizes e dados de suas iniciativas nos pilares de esportes, jornalismo, dramaturgia, responsabilidade social, pesquisa, inovação e tecnologia.

De acordo com a diretoria da emissora, a proposta é abrir ao mercado um pouco das informações que a Globo veio coletando ao longo de anos de trabalho de pesquisa acerca dos hábitos de sua audiência. “Temos um banco de dados muito rico e acreditamos que compartilhar essas informações com o mercado é uma maneira de fortalecer nossa atividade e de ajudar a desenvolver melhores iniciativas e soluções em conjunto”, disse Marcelo Duarte, diretor-geral de negócios da Globo.

 

Gloria Perez falou sobre a forma como as pesquisas determinam a inserção de temas sociais em suas novelas (Crédito: Divulgação/ Ramón Vasconcellos/Globo)

Durante toda a tarde, a emissora apresentou 25 palestras conduzidas por nomes de sua diretorias e elenco. Com duração de 20 minutos, cada uma sintetizava as iniciativas de algum pilar da empresa, como dramaturgia, jornalismo, variedades, negócios, inovação, esportes, responsabilidade social, pesquisa e inclusão. O jornalista William Bonner, o ator Lázaro Ramos, o diretor de dramaturgia Silvio de Abreu, o diretor de programação Amauri Soares e a autora Gloria Perez foram alguns dos palestrantes.

Na ocasião do lançamento da plataforma, no ano passado, o diretor de Comunicação da emissora, Sérgio Valente, declarou que a abertura das informações ao mercado teria como propósito gerar novos negócios entre a Globo e o mercado anunciante. Essa premissa foi reforçada no evento dessa quarta-feira, 25. “Antes de trabalhar na Globo me perguntava como a emissora era capaz de criar tanta coisa que gerava tanto interesse e conexão com as pessoas. Hoje abrimos um pouco como isso é feito a todo o mercado com a expectativa que esses insights também tragam inspirações e novas ideias a todos”, declarou Valente. Outros eventos e iniciativas da plataforma “Milhões de Uns” estão programados para acontecer neste ano.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Publicidade

  • Negócios

  • globo

  • Marcelo Duarte

  • Sergio Valente

  • Milhões de Uns

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”