>>>>LINK >>> >>>ID >>

Google, Facebook e Twitter se preparam para a GDPR

Buscar

Mídia

Publicidade

Google, Facebook e Twitter se preparam para a GDPR

Plataformas estão entre as mais afetadas pela nova regulação de dados da União Europeia e decidem aplicar mudanças para usuários em todo o mundo

Luiz Gustavo Pacete
23 de maio de 2018 - 7h00

As grandes empresas de tecnologia como Google, Facebook e Twitter estão entre as mais afetadas pelo GDPR, nova lei de dados da União Europeia. Como explica Amit Joshi, professor do IMD especializado em marketing digital e estratégia, essas empresas estão tomando medidas não apenas para as pessoas que utilizam os serviços na Europa, mas para todos os usuários ao redor do mundo.

“Estão fazendo isso porque é mais fácil ter um único regime de privacidade de dados em toda a empresa, em vez de múltiplos. Além disso, sinaliza aos consumidores que eles realmente se importam com a privacidade”, diz Joshi. Erin Egan, vice-presidente de privacidade do Facebook, explicou recentemente como a plataforma está se adequando ao GDPR. A primeira ação tomada foi a atualização dos termos e política de dados. Em abril, ela foi feita com os usuários da Europa, mas segundo Egan, será estendida para toda a base nos próximos meses.

“Todos – não importa onde morem – serão solicitados a revisar informações importantes sobre como usamos os dados e poderão fazer escolhas sobre sua privacidade na plataforma”, escreveu no blog oficial do Facebook. Em abril, na mesma semana em que Mark Zuckerberg dava explicações ao Senado uma carta assinada pela organização Diálogo Transatlântico de Consumidores pedia ao Facebook que adotasse as práticas da GDPR não somente para a Europa, mas para todo o mundo.

“Você pode apagar permanentemente atividades específicas, dias ou semanas inteiras de navegação que não deseje ter associadas à sua conta”, explica William Malcolm, diretor-jurídico de privacidade do Google, uma das medidas tomadas para adequação ao GDPR. No caso do Twitter, em nota, a empresa afirma que criou uma equipe multifuncional composta por membros sênior de todo o Twitter para desenvolver sua nova política de privacidade. Fernando Bousso, advogado especializado em dados da Felsberg Advogados, ressalta o impacto do GDPR nos modelos de negócios de muitas empresas. “Elas precisarão, reavaliar modelos de negócio. Seja por conta da redução na quantidade de dados a serem coletados ou, ainda, por conta da forma como terão que obter o consentimento do usuário. ”

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Facebook

  • GDPR

  • Google

  • twitter

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”