2018 x 2019: Hora de acelerar?

Buscar


3 de dezembro de 2018 - 16h00

Paulo Octavio salienta três pontos que funcionarão como estrela-guia para o setor no próximo ano (Crédito: SXC)

Esta época de final de ano é sempre um momento para fazermos algumas reflexões importantes sobre a nossa atuação profissional, seja pensando nas estratégias pessoais ou nas empresariais. Em relação ao mercado de live marketing, é importante salientarmos alguns pontos que irão orientar os nossos próximos passos neste mercado tão em evidência:

1) Relacionamentos comerciais: Se 2017 foi um ano em que os relacionamentos comerciais vigentes passaram por um “stress test” por causa da crise econômica, 2018 já foi um ano bem mais positivo e com melhores perspectivas. Tenho certeza de que várias empresas atingiram as suas metas (revisadas e menos ambiciosas, é fato) e apesar da polarização política que pegou pesado, os negócios pareciam que estavam “descolados” dos problemas do dia a dia. Poderia ter sido melhor, mas não foi ruim.

Para 2019, as perspectivas são ainda melhores que 2018. O calendário de ações e projetos a serem desengavetados deverá ser maior que nos anos anteriores. Mas quanto iremos conseguir acelerar neste mercado? Teremos os recursos humanos e a infraestrutura logística e organizacional para iniciar este ciclo de crescimento com qual velocidade? Nós representantes da área de prestação de serviços especializados, creio, estamos em melhor posição que muitos outros setores.

2) Agenda para realização de eventos:  2018 foi um ano de muitos eventos que desviaram a nossa atenção. Neste grupo, incluo a Copa do Mundo e Eleições, só para mencionar os principais. A Copa não teve os investimentos de outrora e os resultados negativos da nossa seleção ajudaram a criar um clima meio “frio” (típico da Rússia!). E as eleições foram as primeiras com muito mais ação online do que off-line. Quem venceu este jogo foi o WhatsApp, na minha opinião! Mas agora com verão e carnaval em março vejo uma temporada boa para as ações de live marketing.

Quanto à infraestrutura para a realização de eventos (os espaços principalmente), creio que poderemos ter problemas de agendas congestionadas, pois os espaços não se ampliaram nestes últimos dois anos, por conta da retração econômica, e poderemos ter conflitos de agenda ou falta de datas durante o ano de 2019!

3) Cenário político-econômico:  Como brasileiros, sempre acreditamos que o amanhã será melhor do que o dia de hoje. Independentemente da sua escolha política, creio que agora é a fase de deixarmos o palanque político emocional para trás e começarmos as discussões sobre quais as ações que realmente precisam ser implementadas para melhorarmos o nosso País. E são ações governamentais e civis também. Quais são as atividades básicas que precisamos fazer? Nós e o governo… Lembra do Kennedy? Então, acho que é hora de sabermos o que nós podemos fazer pelo nosso País. E o setor de live marketing é protagonista!

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Paulo Octavio de Almeida

  • Live Marketing

  • perspectivas 2019

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”