Volks negocia pagamento de US$ 4,3 bi por fraude

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Volks negocia pagamento de US$ 4,3 bi por fraude

O pagamento da multa levaria o encerramento na esfera civil e criminal do “dieselgate”


11 de janeiro de 2017 - 10h11

Envolvida em um escândalo de fraude desde 2015, a Volkswagen confirmou, na última terça-feira, 10, que negociou o pagamento de US$ 4,3 bilhões em multas, o que levaria o encerramento na esfera civil e criminal sobre o “dieselgate”. A montadora também afirmou que irá se declarar culpada pela conduta criminosa e será acompanhada por um monitor independente nos próximos três anos.

A fraude foi descoberta em 2015 e a Volks admitiu ter usado um programa de computador para burlar os resultados de testes de emissão de poluentes em 11 milhões de carros com motor a diesel. Uma vez que o carro ia para as ruas, o software era desativado e os veículos chegavam a poluir até 40 vezes mais do que o nível aceitável.

Em outubro de 2016, o grupo já tinha aceitado um acordo na Justiça americana para pagar US$ 15 bilhões em compensações aos proprietários dos cerca de 600 mil carros vendidos naquele país e envolvidos na fraude. A montadora foi multada também no Brasil, onde há 17 mil unidades da picape Amarok com o software, mas entrou na Justiça contra as cobranças.

No último final de semana, um ex-executivo da empresa foi preso no aeroporto de Miami e encaminhado para a cadeia pelo FBI. Oliver Schmidt comandou o departamento de compliance regulatório da empresa nos EUA entre 2014 e março de 2015.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Volkswagen

  • dieselgate

  • fraude

  • reputação

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”