Zuckerberg publica textão em defesa de comunidade global

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Zuckerberg publica textão em defesa de comunidade global

Em carta, fundador da plataforma assume cinco compromissos envolvendo temas como segurança, informação e social


17 de fevereiro de 2017 - 7h44

MARK

Mark Zuckerberg, cofundador do Facebook

Em uma carta direcionada aos bilhões de pessoas conectadas ao Facebook, Mark Zuckerberg, cofundador da plataforma, afirmou que a empresa deixa der ser apenas de “tecnologia ou mídia”, mas quer “reforçar sua vocação em conectar comunidades”.

“Nos últimos 13 anos, estivemos concentrados em conectar pessoas, principalmente familiares e amigos, e fizemos um bom progresso, porém, nos comprometemos a construir uma infraestrutura social a longo prazo para criar uma comunidade global, para que possamos ter o máximo de impacto positivo no mundo”, escreveu Zuckerberg.

Ele explica que a plataforma identificou que mais de 100 milhões de pessoas no Facebook são membros de grupos que elas consideram ´muito significativos´. “Se nós formos capazes de melhorar nossas sugestões (de grupos) e ajudar a conectar um bilhão de pessoas a comunidades significativas, isso pode fortalecer nossa estrutura social.”

Sem muita clareza em alguns pontos, a carta de Zuckerberg é publicada em um momento em que o executivo lida com pressões dos acionistas do Facebook para deixar a direção da empresa. O principal objetivo seria de ajudar a plataforma a responder às acusações de consentir com censura, discurso de ódio e falta de transparência na gestão de suas comunidades. A carta de Zuckerberg também foi lida por muitos analistas como uma posição contra Trump e os movimentos isolacionistas recentes.

Veja os principais pontos da carta de Zuckerberg:

Comunidades Solidárias
“As comunidades online são positivas e podemos fortalecer as comunidades existentes no mundo offline ao ajudar as pessoas a se reunirem tanto no ambiente online como offline. Da mesma forma que se conectar com amigos online fortalece as relações reais, desenvolver essa infraestrutura fortalecerá essas comunidades, assim como permitirá a formação de novas comunidades. Se nós formos capazes de melhorar nossas sugestões (de grupos) e ajudar a conectar 1 bilhão de pessoas a comunidades significativas, isso pode fortalecer nossa estrutura social.”

Comunidade Segura
“Nossa comunidade está em uma posição única para ajudar a prevenir danos, dar suporte durante uma situação de crise ou permitir que as pessoas se reúnam na reconstrução. Isso acontece pela quantidade de comunicação na nossa rede, nossa habilidade de rapidamente alcançar as pessoas em todo o mundo durante uma emergência e da vasta bondade intrínseca na nossa comunidade. Olhando para o futuro, uma das nossas grandes oportunidades para manter as pessoas seguras é construindo Inteligência Artificial para entender melhor e mais rapidamente o que está acontecendo na nossa comunidade.”

“O ponto inicial para engajamento cívico no processo político atual é apoiar o voto em todo o mundo”

Comunidade Informada
“É nossa responsabilidade ampliar os bons efeitos e minimizar os ruins, para seguir ampliando a diversidade enquanto fortalecemos nosso entendimento comum, para que nossa comunidade possa criar o maior impacto positivo no mundo. Estudos sugerem que as melhores soluções para melhorar o diálogo podem vir de conhecer uns aos outros como um indivíduo completo, e não somente como opiniões, algo que nossa comunidade está em posição única para fazer. Uma imprensa forte também é essencial para construir uma comunidade informada.”

Comunidade Civicamente Engajada
“O ponto inicial para engajamento cívico no processo político atual é apoiar o voto em todo o mundo. Além do voto, a melhor oportunidade é ajudar as pessoas a se manterem engajadas em temas que interessem a elas todos os dias, não somente de anos em anos quando elas vão às urnas.”

Comunidade Inclusiva
“Como uma comunidade global de pessoas, ‘nós precisamos de Padrões da Comunidade que reflitam nossos valores coletivos para o que deve ou não ser permitido. As premissas são que os Padrões da Comunidade devem refletir as normas culturais da nossa comunidade, e cada pessoa deve ver o mínimo de conteúdo questionável possível. É importante notar que são necessários grandes avanços na Inteligência Artificial para o entendimento de textos, fotos e vídeos para poder julgar se os conteúdos contêm discurso de ódio e violência ou conteúdo sexual explícito, entre outros. No nosso ritmo atual de desenvolvimento, esperamos começar a lidar com alguns desses casos em 2017, mas outros não serão possíveis por muitos anos.”

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • comunidades

  • facebook

  • internet

  • redes sociais

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”