JBS explica gafe em campanha: “imagem de arquivo”

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

JBS explica gafe em campanha: “imagem de arquivo”

Comercial veiculado na TV aberta mostrou peça de carne com validade de 2013

Bárbara Sacchitiello
22 de março de 2017 - 15h19

Validade-Friboi

Cena do comercial mostrou peça de validade com data de vencimento de maio de 2013 (Crédito: Reprodução)

O que era para ser um comercial com a proposta de reforçar a credibilidade e qualidade de seus produtos diante dos consumidores acabou se transformando em mais uma crise a ser administrada pela JBS.

A companhia, que teve seu nome envolvido nas investigações da Operação Carne Fraca, deflagrada na última sexta-feira, 17, pela Polícia Federal, voltou à mídia televisiva para mostrar seus funcionários atestando os padrões de qualidades dos frigoríficos e dos produtos das marcas Friboi e Seara. O comercial foi exibido em rede nacional na noite dessa terça-feira, 21.

Um detalhe, no entanto, acabou chamando a atenção do público e gerou mais críticas à companhia na internet. Em uma das cenas, é mostrada uma peça de carne cuja validade é de 11 de maio de 2013. O print da cena ganhou as redes sociais nessa quarta-feira, 22.

Em resposta para a gafe, a JBS disse, via comunicado, que “o filme foi produzido a partir de imagens de arquivo”. A companhia também informa que “a campanha prevê novas versões e atualizações que devem ser veiculadas ao longo dos próximos dias reforçando o compromisso da companhia com alta qualidade e segurança alimentar em todos os produtos de suas marcas”, diz o texto. A campanha foi assinada pela Lew’Lara\TBWA, agência de publicidade da Friboi. Veja o comercial:


Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Friboi

  • JBS

  • Seara

  • Agencias

  • Campanhas

  • Carne Fraca

  • Crise

  • Polêmica

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

  • Paulo

    “a campanha prevê novas versões e atualizações que devem ser veiculadas ao longo dos próximos dias”
    Ou seja: já avisamos à agência que rolou caquinha e encomendamos novos comerciais em caráter de urgência…

    • Ademilson Bispo

      é tudo indica que esse já foi feito na correria pra sair uma mancada dessas

    • #JobPastel Logo vai ter uma vaga no mkt da firma.

  • Rotter Erik

    Esse é o problema da política dos campeões nacionais do Lula e sua turma de trambiqueiros. O esquema é o seguinte: elege-se, por critérios inconfessáveis, uma empresa felizarda que receberá vultosos aportes do BNDES até que ela se torne um gigante e saia arrasando todos os pequenos e médios ao seu redor. Logo depois, descobre-se (surpreso) que a tal empresa está envolvida em todo tipo de falcatrua. Foi assim com a Odebrecht; com o vidraceiro de varandas sobrinho do Lula… Além disso, ainda há o dilema da desonestidade quase inata do povo brasileiro. Vejam só, agora, estamos a volta com a questão das carnes e o escândalo do leite já foi esquecido. Sou capaz de apostar que as mesmas práticas de adulteração já estão de volta e com toda a força. O Brasil é assim: quando os holofotes se viram para outro lugar os ratos saem dos seus esconderijos e voltam ao salão de festas, sem a menor cerimônia! Pois Dirceu não estava roubando em outro esquema, de dentro da cadeia?

    • Celso Muniz

      comeu carne estragada rotter ?

      • Rotter Erik

        Celso, fomos governados por mais de uma década, por uma quadrilha que aparelhou o Estado em todos as esferas e espalhou a corrupção pelas instituições do País. Taxas de sucesso, pixulecos… isso tem um reflexo nefasto em toda a sociedade. Quando alguém se sente traído e roubado por muito tempo, acaba sucumbindo ao sistema. Esse é o legado de Lula para o Brasil! Não é a toa que a o escândalo Petrobras da era Lula/Dilma detem o título de: “maior escândalo de corrupção da história da humanidade”, em termos de volume de capital.

        • Celso Muniz

          rotter: o estado por si só já é um aparelhamento, ainda mais no capitalismo – e isto não é discurso “esquerdopata”, é de quem urdiu o sistema mesmo-. a corrupção em todas as esferas não é um legado lulístico, veio com a bagagem cabralina. incrustou-se a partir das capitanias hereditárias, e heroditizou-se mesmo pra valer por sucessivos governos ou melhor esquemas de poder como o que mantém o que ai está. quanto ao maior escândalo de corrupção da história da humanidade(sic!), talvez exija de você maior aprofundamento na “história econômica”. o fato concreto é que fatos há. mas a exacerbação fóbica ao lula e pt, acaba por gerar um tipo de pensamento inconclusivo, distorcido, tautologicamente elaborado, pseudo sustentado por frases feitas(o anti-comunismo, idem anti-petismo brasileiro é histérico(reich explicaria bem isto) e por um concepção de justiça e honestidade, que é um verdadeiro(ar)roubo a tais conceitos. se tais conceitos não fossem elementos também de dominação(todo o direito não visa privilegiar a justiça como quer fazer crer)uma vez que é uma concepção de classe dominante, que ao sentir pequena fissura a instrumentalizou,via classe média(aquela que já acreditou que comunista comia criancinhas no café da manhã) como cratera. o discurso é tão supurado, que dá a impressão que algum membro do pt comeu o rabo da mãe do discursante, já que ele perde completamente as estribeiras – isso no caso dos inconscientes, porque que há um discurso consciente ad absurdum que catapulta fragmentos de diversas variáveis diretas como tour de force excluindo toda e qualquer variável indireta, que muitas vezes é bem mais significativa no processo ainda mais político-economico-social-. não sou petista, mas certas vezes até da vontade de ser, diante das estupidezes ditas por seus confrontadores. se de um lado temos a quadrilha do pt, o que dizer do outro? cruzadistas de causa própria em nome de um social que eles mesmo abatem? o buraco é mais embaixo, ou melhor, mais acima rotter. e não é o anti-petismo miísta que vai saná-lo

          • Rotter Erik

            Celso Muniz, perceba, a causa pelo anti-petismo é do próprio PT, afinal, é fato que todos os partidos estão envolvidos em corrupção, mas nenhum deles chama seus corruptos de “guerreiros do povo brasileiro”. Você há de convir que quando Lula, por exemplo, diz ao povo que o “PT pode ensinar a combater a corrupção”, ou que “um dia pedirão desculpas a ele” não está fazendo mea culpa, ou admitindo os crimes, sobejamente provados de seu partido, mas apenas debochando da inteligência das pessoas com seu cinismo desavergonhado. O PT não admite nada – nem a lambança na economia, nem as badernas nas manifestações – quer recolocar um canalha que responde a 5 processos de corrupção na cadeira da presidência e depois vem dizer que não entende o ódio dos cidadãos com a legenda? E, veja bem, a maioria da população nem mesmo conhece as reais intenções por trás do “programa de governo” da esquerda. Se compreendessem, como eu, a verdadeira motivação comunista, de criar conflito e revolta na população, a fim de preparar o terreno para a revolução, não votariam no Lula nem para Rei Momo! Ora, é claro que a corrupção não é de hoje, mas nesta proporção, com tamanha sofisticação, isso jamais ocorreu na história do Brasil, ou do mundo! As famigeradas taxas de sucesso, que abocanhavam sistematicamente bilhões de reais, provam não se tratar de um caso de corrupção simples, mas de práticas de crime organizado! Com relação ao comunismo, não se iluda! Os comunistas talvez não tenham comido criancinhas, mas, dizimaram mais de cem milhões de pessoas e, mesmo assim, o regime continua se provando falido e autoritário, um mal que destrói todas as nações que o adotam. Ah! E não sou eu a afirmar que o Petrolão é o maior escândalo de corrupção da história da humanidade, é a imprensa internacional que chegou a essa conclusão com base nos vultosos valores subtraídos pelo esquema.

          • Celso Muniz

            meu caro rotter: não quero que isto pareça ” o meu é maior”, mas quando afirma que o comunistas dizimaram cem milhões de pessoas, não queira fazer as contas do que os regimes ditos democráticos ou guiados por deus dizimaram. além disso, números são um terreno pantanoso, principalmente quando largados em textos, dissociados de contextos( o que não quer dizer que seja um defensor de “dizimistas” ). quanto a conclusão da imprensa internacional – o maior escândalo da corrupção da história da humanidade – isto apenas mostra que jornalistas não dominam história, econômica menos ainda, e mais ainda, nada como um head line “grandioso” para concretar o bad news good news. o seu problema, e de todos os anti-petistas no brasil, esbarra em conexões neurais simples: nem todo militante de esquerda é petista, nem todo petista é de esquerda, assim como nem todo petista é desonesto(intelectualmente falando também) assim como nem todo desonesto – o prova ainda mais a realidade e os últimos acontecimentos: o que falou mesmo sobre ocupar a cadeira da presidência? quem está lá, quem a pretende, para além do lula?- é petista. quanto aos crimes sobejamente provados, até agora tem-se provado crimes de convicção cometidos a torto e a “direito”, pelo jurídico(um dos esteios amorais do sistema que tem uma justiça cega(mas de bolso cheio) assim como o seu de chamar alguém de canalha simplesmente por viés partidário. é preciso mais do que isso para se obter respeito num embate. o seu texto confirma o caráter rastejante e primário, mas não menos sulfúrico do anti-comunismo que foi incrustado no brasileiro. churchill, teria afirmado de que a democracia é o melhor entre os piores regimes. lenin, teria dito: arranhe um comunista, e encontrarás, um filisteu(presumo que saiba quem é lenin). e assim sendo, entre o bom e o mau ladrão, fico com o do dedo decepado; e entre a utopia de esquerda, e a babilônia, fico com a dita cuja canhota, ainda que a mula manque.

  • Celso Muniz

    é, realmente já não se fazem publicitários como antigamente. isso passa por todo mundo(dupla de criação, diretor de criação, produtora, atendimento, cliente, etc,etc, e os escambau) e ninguém detecta? ninguém acompanhou a gravação, edição, apresentação ?ou tava todo mundo tirando uma lasquinha nas carnes da filmagem? e aproveitando os restos nos enchidos da apresentação? e pior que o fato, é a nota explicatória – espetinhos de cinismo e lesa-pátria. nem publicitário vegano faria uma caca destas.

  • Jose E GRILLO

    Nem a agência e nem a JBS têm uma solução DAM. Só poderia dar nisso!