Série documental da Gafisa discute o espaço urbano

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Série documental da Gafisa discute o espaço urbano

Terceira temporada do projeto de branded content "Cidade-se" debate o papel da moradia compartilhada ou regida por novas tecnologias


14 de junho de 2017 - 14h32

Neste mês, chega aos cinemas a terceira temporada do projeto “Cidade-se”, uma série de documentários de curta-metragem criado pela Grafisa que busca discutir o espaço urbano. Na edição deste ano, os episódios apresentarão modelos de moradia compartilhada (cohousing) ou regida por novas tecnologias. O objetivo é especular sobre o futuro das moradias e relações humanas debaixo do mesmo teto.

Primeiro episódio da terceira temporada apresenta uma casa compartilhada por onze pessoas (crédito: divulgação)

Dirigida por Fabrizio Martinelli e desenvolvida pela New Content, a temporada será apresentada por uma dupla composta por um fotógrafo e um especialista em moradia diferentes a cada episódio. Ao final de cada um deles, os dois precisam resumir tudo o que viram e aprenderam em uma única foto. O primeiro episódio tem Wolfgang Menke, fundador dos espaços compartilhados House of All (SP), e Lufe Gomes, fotógrafo idealizador do canal Life by Lufe, entrevistando 11 moradores de uma casa compartilhada.

O projeto de branded content será veiculado nas salas premium das redes Cinemark e Kinoplex de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, e no canal da marca no YouTube.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Grafisa

  • New Content

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”