Smirnoff contesta os “caretas” no Dia do Orgulho LGBTQ

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Smirnoff contesta os “caretas” no Dia do Orgulho LGBTQ

Em nova campanha, a marca convida consumidores a fazer caretas para as pessoas que demonstram desconforto ao ver casais LGBTQ se beijando


28 de junho de 2017 - 16h29

Nesta quarta-feira, 28, se comemora o Dia Internacional do Orgulho LGBTQ, e a nova campanha da Smirnoff celebra o dia ao convidar os consumidores a serem menos caretas. A marca convida o público a compartilhar a hashtag #caretaparaoscaretas e compartilhar fotos de caretas,  em um movimento em resposta às pessoas que demonstram desconforto ao ver um casal LGBTQ se beijando.

Foto: Divulgação

Para desenvolver a ação, a marca captou, nas ruas de São Paulo e Curitiba, cenas de casais reais se beijando e flagrou algumas reações de desconforto de pessoas que passavam. Criado pela CP+B, a campanha estará na página do Facebook marca. Ao final do filme, o locutor convida os casais a mandar caretas, sem stress e com muito amor, mostrando que a diversidade merece ser respeitada.

“O curioso nas reações é que mesmo nas demonstrações mais ternas de afeto, havia uma reação em quem passava. O que desmistifica aquela coisa de ‘ah, eu não beijo assim em público’. Mesmo um pequeno gesto, incomoda muito”, disse André Kassu, sócio e CCO da CP+B, em comunicado.

A ação faz parte da campanha #umbrindeavidareal, que a marca lançou em 2014 com iniciativas e campanhas que promovem a conscientização sobre a diversidade.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”