>>>>LINK >>> >>>ID >>

Campanha apartidária estimula voto e Congresso digno

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Campanha apartidária estimula voto e Congresso digno

Assinada pela nova/sb, ela é capitaneada por organizações e lideranças da sociedade civil como Nossa São Paulo e Instituto Ethos

Teresa Levin
11 de abril de 2018 - 16h46

Um novo Congresso é necessário, possível e vai ser pelo voto. Este é o mote da campanha lançada por organizações e lideranças da sociedade civil com o objetivo de valorizar o voto e conscientizar o eleitor da importância de ter um Congresso forte e capaz de realizar as promessas de deputados e senadores em campanha eleitoral. A ação foi criada pela nova/sb, agência que participou da iniciativa de forma voluntária,  e é liderada por entidades como Nossa São Paulo, Instituto Ethos e Instituto Esporte & Educação.

A campanha lembra que, se é possível eleger para a Presidência da República alguém comprometido com a justiça social e a democracia, é fundamental eleger para o Congresso pessoas que representem também esses valores. “Somente com um Congresso digno e capaz o futuro presidente, seja quem for, poderá realizar suas promessas eleitorais, sem ficar à mercê de barganhas e chantagens a que assistimos nos dias de hoje”, diz o texto do anúncio.

Com o esforço de comunicação, as entidades civis querem conscientizar o eleitor e estimular uma renovação do Congresso Nacional nas eleições deste ano. A peça criada pela nova/sb é categórica: “Não vai ser na porrada. Não vai ser na gritaria. Não vai ser na ignorância. Vai ser pelo voto que um novo Congresso vai nascer”. Confira abaixo:

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Instituto Ethos

  • Nossa São Paulo

  • nova sb

  • Campanha

  • eleições

  • Marketing político

  • voto

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”