Make Up For Ever amplia seu carro-chefe no Brasil

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Make Up For Ever amplia seu carro-chefe no Brasil

Marca foi a segunda de maquiagem mais vendida na Sephora em 2017

Roseani Rocha
12 de abril de 2018 - 17h31

Marca não divulga faturamento no Brasil, mas foi a segunda mais vendida em maquiagem na rede Sephora, em 2017 (Crédito: Divulgação)

Nascida no universo profissional, inclusive até hoje mantém uma relação estreita com a indústria do cinema, a Make Up For Ever também conquistou consumidores de fora desse ramo. A marca, no Brasil, é distribuída exclusivamente pela Sephora e ano passado foi a segunda mais vendida em maquiagem na rede de lojas e e-commerce. Sua comunicação tem sido calcada em ações em digital, feitas em parceria com a Sephora e um trabalho forte em PDV.

Nesta quinta-feira, 12, a marca apresentou novos produtos de sua linha principal – Ultra HD – com a presença da head da marca no Brasil, Adriana Araújo, e do maquiador oficial de Make Up For Ever para as Américas, Eddie Duyos.

Norte-americano filho de espanhóis da Galícia, ele destaca que em casa o idioma número 1 era o espanhol, isso provavelmente justifica o empenho e a velocidade com que ele tem aprendido português. Em sua segunda visita ao Brasil – a primeira foi em outubro – ele já fez questão de falar todo o tempo em nosso idioma. E praticou também ao conceder uma entrevista ao M&M sobre sua contribuição com o crescimento da marca.

Adriana Araújo, head da marca no Brasil, e Eddie Duyos, maquiador oficial para a região Américas

Meio & Mensagem – O que eventos como este representam para a comunicação da marca? De quantos você costuma participar?

Eddie Duyos – Participo de muitos eventos para a América Latina, porque a presença de nossa marca aqui ainda é menor do que em outras regiões. Mas é um mercado muito importante, então, tenho de me esforçar porque precisamos estar aqui. Participei recentemente de uns sete eventos e, além deles, escrevo todo o conteúdo educativo da marca para Estados Unidos, Brasil e México.

M&M – Cuida de todas as Américas, então?

Duyos – Sim, um pouco menos com o Canadá porque lá eles já têm uma estrutura mais forte que a da América Latina. Então, minha responsabilidade acaba sendo maior em relação à América Latina.

M&M – Quando a marca chegou ao Brasil, tivemos a informação de que ela tinha espécies de centros de treinamento em outros mercados. Eles ainda existem? Têm planos de instalar algum no Brasil?

Duyos – Seria um sonho para mim também instalar um desses centros no Brasil. Temos academias em várias regiões do mundo e estamos analisando sim se podemos abrir aqui uma academia, porque a forma como ensinamos maquiagem é muito peculiar. Está muito no DNA da marca essa questão profissional, do treinamento. São 12 academias, algumas na Ásia (Japão, Hong Kong, Coreia…), em Paris, e uma delas é dedicada exclusivamente à cinematografia.

M&M – Essa relação com a indústria de cinema é algo relevante de fato como negócio ou é mais uma questão de branding (o que acaba sendo negócio também, em última instância)?

Duyos – Cinema é muito importante para a gente, não apenas como negócio. Quando experimentamos um produto, se ele funciona debaixo de todas aquelas câmeras e equipamentos de iluminação… É como um laboratório, muito importante e parte de nosso DNA e é algo muito importante para os produtos.

M&M – Qual o perfil de público das academias?

Duyos – É muito variado. Não temo “um” perfil. É para todo mundo. Tem gente que é mais velho e quer virar maquiador, temos pessoas muito jovens. É, na verdade, para a pessoa que queira aprender maquiagem na prática e com teorias e técnicas baseadas nas belas artes.

M&M – Qual a importância para vocês da comunicação da marca por meio de influenciadoras digitais e como esse trabalho de divulgação era feito antes desse fenômeno?

Duyos – É muito importante agora, porque com as redes sociais uma única pessoa pode ter muita influência. Mas para a marca é importante ter uma relação autêntica com influenciadoras que compartilhem o pensamento da marca. É preciso ter relação com tudo, para que seja autêntica e permita que a marca cresça com esses influenciadores que tenham o mesmo pensamento. Sintonia é muito importante.

M&M – Você já trabalhou com outras marcas e, caso tenha feito isso, como avalia o posicionamento da Make Up For Ever diante de seus concorrentes, já que esta categoria é muito competitiva?

Duyos – Trabalho há 25 anos fazendo maquiagem. Em minha carreira, já trabalhei com a M.A.C, Laura Mercier, com muitas marcas, mas como maquiador, ao fazer freelances, trabalhos profissionais fora da marca principal que eu atendia, sempre usei produtos da Make Up For Ever, inclusive a HD, quando lançou. A base que usei sempre foi da marca. E o que acredito que sejam seus maiores diferenciais são o fato de as pessoas que trabalham com a marca terem um entendimento profundo de maquiagem e a tecnologia que nós buscamos para o produto, o que é muito importante, porque para um maquiador, se o produto funciona sem falhas, ele trabalha mais rapidamente. Esses são dois diferenciais em relação a outras marcas, mas tem também as academias, as técnicas fundamentais que ensinamos. Nossas equipes e a tecnologia da marca são fato, não é somente marketing. É uma marca para maquiadores e para todo mundo que queira se ver de uma forma mais profissional.

M&M – Por que as pessoas, e as mulheres em especial, gostam tanto de maquiagem, inclusive meninas muito jovens, que teoricamente nem precisariam de uma HD?

Duyos – É isso que me encanta. Eu uso maquiagem todos os dias. Creio que é o fato de a maquiagem dar a uma pessoa oportunidade de ser diferente, de ser a melhor versão dela mesma. Um dia quero parecer mais forte, ela dá essa opção de mudar de personalidade. É bonito isso de brincar de ter uma forma ou outra. É arte. Arte pode ser um quadro, uma escultura, dar vida a algo que alguém sente, e a maquiagem também faz isso.

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Adriana Araújo

  • Eddie Duyos

  • Sephora

  • MakeUp Forever

  • MakeUp Forever Ultra HD

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”