Após alegações contra Sorrell, Mark Read escreve comunicado

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Após alegações contra Sorrell, Mark Read escreve comunicado

"Devemos reforçar o tipo de valores que precisamos ter em cada parte de nosso negócio: justiça, tolerância, gentileza e – de novo – respeito", diz o texto enviado pelo co-CEO do WPP aos funcionários do grupo


12 de junho de 2018 - 16h15

Mark Read, co-CEO do WPP (Crédito: Divulgação)

Alguns dias após as alegações de que Martin Sorrell, enquanto CEO do WPP, teria utilizado recursos da holding com prostituição, o atual CEO da companhia, Mark Read, preparou um comunicado aos funcionários do grupo. O documento, enviado nesta terça-feira, 12, não fala especificamente das acusações contra Sorrell reportadas pelo Financial Times e pelo Wall Street Journal no último final de semana, porém parte deste fato para reiterar a importância de garantir um ambiente seguro e acolhedor a todos que trabalham no WPP. Leia o comunicado traduzido na íntegra:

Quando venho trabalhar espero ser tratado com respeito pelos meus colegas e cada um de vocês que está lendo isso tem o direito de esperar o mesmo.

 Sem dúvida você lerá a cobertura da imprensa desta semana sobre o WPP e Martin Sorrell, inclusive alegações sobre seu comportamento em relação às pessoas da companhia. Embora não possamos comentar essas alegações específicas, sinto que devemos lembrar a nós mesmos e reforçar o tipo de valores que queremos e precisamos ter em cada parte de nosso negócio: valores de justiça, tolerância, gentileza e – de novo – respeito.

Não deveria ser necessário dizer que todos os ambientes de trabalho do WPP devem ser lugares nos quais as pessoas sentem-se seguras e apoiadas. Também devem ser locais onde as pessoas podem levantar questões se quiserem, e onde essas questões devem ser resolvidas quando necessário.

Durante muitos anos o WPP contou com a linha “Right to Speak” (direito de falar, em tradução do inglês), disponibilizada a todo o grupo, por meio da qual você pode falar sobre problemas sem medo de represália. Esse é um serviço operado independentemente que protege a identidade de qualquer um que prefira não falar diretamente com seu respectivo gerente ou diretores sobre suas preocupações. Encorajo você a usar essa linha se alguma vez sentir a necessidade de reportar algo confidencial ou anonimamente. Você pode saber mais detalhes sobre o funcionamento da linha em cada país no InsideWPP.

Além disso, Andrew e eu estamos comprometidos com o board em uma revisão sobre como nossas políticas e códigos de conduta são postos em prática na companhia, e como podemos fazer melhorias. Nossos times de liderança executarão isso no grupo.

Todos nós queremos que o WPP e suas agências continuem a ser casa para os melhores talentos do mundo, o que significa criar uma cultura positiva, solidária e inclusiva em cada escritório. E, mais importante, é a coisa certa a se fazer.

Nas últimas oito semanas passei muito tempo com nossas agências e clientes, e há uma positividade e confiança tremendas sobre o futuro do negócio. Vamos ficar focados nisso e continuar a construir uma companhia da qual todos temos orgulho.

Mark

Mark Read
Chief Operating Officer, WPP

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • wpp

  • Martin Sorrell

  • Mark Read

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”