Nova queda de usuários gera dúvidas sobre Snapchat

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Nova queda de usuários gera dúvidas sobre Snapchat

O número de usuários mensais ativos teve queda de 2%, mas vendas de mídia da plataforma subiram 44% segundo relatório trimestral


8 de agosto de 2018 - 18h46

De acordo com seu relatório financeiro trimestral, divulgado nessa terça-feira, 7, a receita publicitária de Snapchat está em ascensão. Mas os usuários ativos diários caíram para 188 milhões, queda de 2% em relação ao trimestre anterior. Foi o primeiro trimestre em que todos os clientes já estavam usando o novo Snapchat, lançado neste 2018. O redesenho da rede social foi considerado um fracasso, com usuários famosos e frequentes reclamando da confusão gerada pelo reposicionamento de alguns de seus recursos favoritos.

 

Snapchat apresentou uma queda de 2% no número de usuários, em comparação com o trimestre anterior (crédito: Tim Savage/Pexels)

O Snapchat foi forçado a redesenhar o seu novo visual. Porém, isso não aconteceu antes de a plataforma experimentar um declínio de usuários no final do março, que continuou até o último trimestre. Para suavizar a queda de internautas diários, o Snapchat passou a usar a métrica, pela primeira vez, de usuários mensais, com o objetivo de reforçar suas perspectivas de crescimento com os investidores.

O Snapchat possui mais de 100 milhões de usuários ativos mensais, segundo a empresa. Entretanto, enquanto isso, as vendas subiram 44%, em comparação com o ano anterior, para US$ 262,3 milhões. Esse número excedeu a média de US$ 249,8 milhões, estimada pelos analistas.

Após o tumulto ocasionado no primeiro ano do Snapchat como empresa pública, a empresa começa a mostrar estabilidade, apesar da desaceleração no crescimento dos usuários. A empresa, pela primeira vez, ofereceu uma previsão para receitas futuras, indicando uma compreensão mais clara de seu potencial de negócios, mesmo depois de mudar suas estratégias, cortes funcionários e trocar gerentes. O Snap nomeou recentemente Tim Stone (ex-Amanon) como diretor financeiro.

Ainda assim, a empresa precisa atrair mais usuários, se almeja aumentar sua receita a longo prazo. O Snapchat tem trabalhado para conquistar uma fatia do mercado de publicidade digital que é dominada pelos gigantes online como Facebook e Google. A reformulação do aplicativo, que cresceu rapidamente e afastou alguns usuários, fez mais pessoas migrarem para o Instagram, do Facebook, que copiou com sucesso os recursos mais populares do SnapChat.

Evan Spiegel, CEO, defendeu a estratégia, ao dizer que, embora o redesenho tenha sido o principal motivo para a queda de usuários diários, “acreditamos que essa é uma evolução importante de nosso produto, que ajudará a impulsionar o crescimento futuro de engajamento”. De todo modo, os investidores tiveram uma reação negativa sobre os resultados, e as ações da Snap Inc. caíram 6,71% nesta quarta-feira, chegando a US$ 12,23.

*Com informações do Bloomberg News

*Crédito da foto no topo: Pixabay/Pexels

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Evan Spiegel

  • Tim Stone

  • Snapchat

  • midia

  • Publicidade

  • Plataforma

  • Google

  • facebook

  • Snapchat

  • rede social

  • Instagram

  • usuários

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”