>>>>1131 >>> >>>1131 >>

VP da Isobar nos EUA é indiciado por assédio no transporte público

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

VP da Isobar nos EUA é indiciado por assédio no transporte público

Caso aconteceu na cidade de Needham, em Massachussets, em abril; Jeremy Pincus foi desligado da agência


8 de agosto de 2018 - 10h41

Imagens de Jeremy Pincus registradas pelas vítimas foram usadas pela polícia para identificá-lo; Isobar afirma que o executivo não faz mais parte da empresa (Crédito: Reprodução)

Jeremy Pincus, vice-presidente de pesquisa e estratégia da Isobar no escritório de Needham, em Massachussets (Estados Unidos), foi detido e indiciado após acusação de ter assediado e cometido atos obscenos contra duas mulheres em um trem em Boston. O caso foi trazido à tona pelo jornal Boston Globe e, posteriormente, repercutido na imprensa internacional.

De acordo com informações da imprensa norte-americana, no dia 1º de agosto, a Autoridade Policial dos Transportes da baía de Massachusetts deteve o executivo, de 53 anos, sob a acusação de “abuso e comportamento indecente e lascivo no transporte público”.

Procurada pelo Advertising Age, a gerente de comunicações da Isobar, Jackie Berté, declarou que a agência tomou conhecimento das alegações pela imprensa e afirmou que Pincus não faz mais parte do quadro de funcionário das companhia. Não ficou claro, no entanto, se a saída do executivo se deu por conta das investigações.

Autoridade policial do transporte local postou imagens do suspeito na internet, pedindo auxílio na identificação (Reprodução/ tpdnews)

A publicação norte-americana também teve acesso aos relatórios policiais que apontam que Pincus teria sido detido dentro do escritório da agência em Needham, Massachussets, após ter sido interrogado em uma das salas de reunião da Isobar. Segundo os relatos, detetives visitaram o escritório da Isobar e procuraram por Pincus. Ao mostrarem as fotos tiradas pelas vítimas e anexadas ao relatório policial, o executivo teria se identificado nas imagens e dito que aquele homem “poderia ser ele”. Após o interrogatório na polícia, no entanto, Pincus foi liberado e deve retornar ao tribunal em outubro.

Segundo o secretário de imprensa do distrito policial responsável pelo caso, o executivo da agência foi acusado de tentar tirar fotos de duas passageiras no trem ao mesmo tempo em que “pressionava o corpo contra o das mulheres”. O relatório policial também traz o relato de que Pincus teria tentado seguir as mulheres após elas terem deixado o vagão do trem. O caso aconteceu no final de abril. Após o incidente, uma das vítimas teria compartilhado fotos do agressor em alguns blogs e sites locais. A acusação formal à polícia, no entanto, só foi feita por umas das vítimas no dia 18 de maio e a busca pelo suspeito começou a ser feita a partir das imagens registradas pelas vítimas. O Advertising Age tentou contato com Pincus, mas ainda não obteve resposta.

Com informações do Advertising Age e Boston Globe

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • assédio

  • Internacional

  • Isobar

  • Jeremy Pincus

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”