MP investiga In Loco sobre privacidade de dados

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

MP investiga In Loco sobre privacidade de dados

Órgão questiona metodologia da empresa para reter informações de 60 milhões de celulares no País


14 de setembro de 2018 - 15h11

Na terça-feira, 11, a Comissão de Proteção de Dados Pessoais do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) instaurou um inquérito civil para investigar como a In Loco Media obtém dados de 60 milhões de celulares no Brasil.

Startup opera no Brasil e nos Estados Unidos (Crédito: Reprodução)

Segundo o texto do MPDFT, o sistema se localização 30 vezes mais preciso que o GPS da In Loco, que conta com uma rede de 500 aplicativos parceiros (como Buscapé, PSafe e Turma da Galinha Pintadinha), rastreia as atividades de 20% da base de smartphones no Brasil.

Em comunicado oficial, a In Loco diz que recebeu a notícia via imprensa antes de ser notificada oficialmente pelo órgão e reitera que trabalha conforme às leis sem violar a privacidade do usuário: “jamais acessamos dados de identificação pessoal”. Confira o posicionamento na íntegra:

Ontem, recebemos a notícia, via imprensa, que o Ministério Público do Distrito Federal instaurou inquérito civil sobre a In Loco com o objetivo de entender como tratamos os dados de localização do usuário coletados por meio de tecnologia de smartphones.

Uma notícia que chega quatro dias antes do prazo concedido pelo próprio ministério público para responder a um ofício com 18 perguntas enviado por eles. E que será devidamente entregue com todas os esclarecimentos solicitados no prazo previsto.

Reiteramos desde já que temos o compromisso integral com a absoluta legalidade de nossas operações e com a privacidade do usuário, que jamais acessamos dados de identificação pessoal e que nossa empresa e produtos são lícitos, idôneos e estão em acordo com a Legislação Brasileira e com o Marco Civil da Internet.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • privacidade

  • Smartphones

  • dados

  • In Loco Media

  • In Loco

  • localização

  • Comissão de Proteção de Dados Pessoais

  • Ministério Público do Distrito Federal e Territórios

  • inquérito

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”