Fbiz abre escritório em São Francisco

Buscar

Comunicação

Publicidade

Fbiz abre escritório em São Francisco

Nova unidade terá foco em inovação e mobile

Jose Saad Neto
10 de setembro de 2013 - 10h44

Seis meses depois de abrir um escritório em Miami, a Fbiz inaugura mais uma base nos Estados Unidos, desta vez, em São Francisco. O início da nova operação estava programado para 2014, mas a identificação de oportunidades imediatas de negócios antecipou o projeto. Integrante do WPP, a Fbiz foca no mobile marketing sua atuação na terra de gigantes como Apple e Google. “Temos a missão de descobrir tecnologias que possam ser utilizadas em projetos de mobilidade de nossos clientes no Brasil”, revela Marcelo Castelo, sócio-fundador responsável pela operação norte-americana da Fbiz.

Para liderar o novo escritório, a agência expatriou a diretora Ana Carolina Hevia, que há três semanas já trabalha baseada na sede do WPP em São Francisco junto com outras 20 empresas da holding como MEC, Real Media Group e Dynamic Logic. “Ser parte do grupo foi chave neste processo, tanto pela velocidade da estruturação da nova operação, quanto por nos dar acesso ao mercado. Em poucas semanas firmamos parcerias, conquistamos novos clientes e começamos a trabalhar”, diz Ana Carolina.

Além de identificar tecnologias para clientes do Brasil, a Fbiz quer apresentar o mercado latino-americano às empresas do Vale do Silício. “Percebemos que existe uma carência enorme de informações sobre América do Sul por aqui. Eles conhecem bem o mercado local, a Ásia e a Europa, mas desconhecem a dinâmica dos países do Sul”, explica Castelo, que tem visitado, principalmente, startups que desenvolvem games para dispositivos móveis. “Das 400 empresas que trabalham com jogos para dispositivos móveis no mundo, 200 nasceram em São Francisco e outras 200 têm escritórios aqui”, justifica.

Na terra de gigantes
Manter um escritório na Califórnia permite à Fbiz respirar a aura do Vale do Silício, formado por 13 cidades ao Sul da São Francisco. O ambiente multibilionário que reúne o maior número de empresas de tecnologia do planeta transformou o mapa econômico dos Estados Unidos nas últimas duas décadas. A diferença entre o passado e o presente fica mais nítida quando são analisados os perfis de empresas que movem esse mercado atualmente. Além de gigantes como Google, Apple e Facebook, centenas de startups completam o ecossistema gerando um pool de inovação tecnológica que só cresce ano após ano.

Ana Carolina afirma que já sente a otimização dos negócios pelo fato de estar fisicamente no Vale. A executiva está participando de uma série de reuniões com desenvolvedores de games, entre eles, Game Loft e Eletronic Arts, conhecido pela produção e comercialização do Fifa Soccers. A intenção é negociar espaço de mídia para essas empresas no continente latino-americano, oferecendo, prioritariamente, ao portóflio de clientes da Fbiz.

A importação de tecnologias para o Brasil também é um dos objetivos da nova operação da agência. Segundo Castelo, há conversas avançadas com empresas de Israel e Irlanda. “Isso vai nos diferenciar ainda mais no mercado brasileiro. Estamos levando aos nossos parceiros oportunidades únicas de utilizar essas tecnologias. E isso só está sendo possível pelo acesso físico que temos aos desenvolvedores daqui”, explica.

Referência – O App PDV
Uma referência de tecnologia que deverá pautar o trabalho da Fbiz em São Francisco já foi aplicada aqui no Brasil. Desenvolvido pelo escritório de São Paulo para a Netshoes, o app Click utiliza tecnologia brasileira VTX. Por meio dele, usuários de smartphones iOS, Android e Windows Phone podem identificar um produto apenas com uma foto capturada pela câmera do celular. A partir daí, o app pesquisa e oferece, para compra, o produto desejado. "É como se cada consumidor fosse um PDV", finaliza Castelo. 

wraps

Publicidade

Compartilhe