Anistia quebra o silêncio no túnel

Buscar

Comunicação

Publicidade

Anistia quebra o silêncio no túnel

DM9Rio aproveita a queda do sinal de rádio, que ocorre quando os automóveis entram em túneis, para divulgar mensagem social da ONG

Bárbara Sacchitiello
17 de fevereiro de 2014 - 3h04

Em uma tentativa de provar que o silêncio nunca é uma alternativa boa quando se tem uma causa justa a defender, a Anistia Internacional criou uma campanha que como mídia um espaço inusitado: os tuneis de diversas cidades brasileiras.

Para viabilizar o projeto, a DM9Rio fez uma parceria com diversas emissoras de rádio do País para aproveitar um espaço específico de suas frequências. Por conta de alguns transmissores que estão sendo instalados em tuneis de diferentes regiões do Brasil, os motoristas ouvirão o spot da ONG apenas quando estiverem passando por esses túneis –momento em que, geralmente, o sinal da emissora de rádio cai. 

Pela tecnologia dos transmissões, assim que os carros passarem pelo túnel, os automóveis que estiverem com a rádio sintonizada nas emissoras participantes ouvirão a mensagem: “Interrompemos pela primeira vez o silêncio do seu rádio dentro de um túnel. Estamos aqui porque há mais de 50 anos é contra o silêncio que lutamos. Diante de qualquer caso de opressão ou maus-tratos, não se cale. Junte-se às vozes da Anistia Internacional.”

A DM9Rio fez parceria com emissoras como Transamérica, Paradiso, Sul América FM, Mix FM, entre outros. A produção da peça foi realizada pela Silence e a criação é de Otto Pajunk, Guilherme Cunha, Ana Novis, Leonardo Konjedic e Oswaldo Sá. 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”