Trampos ganha aporte do Fundo Evolution

Buscar
Publicidade

Comunicação

Trampos ganha aporte do Fundo Evolution

É o terceiro investimento da empresa de venture capital. Serviço para usuários continuará gratuito


6 de outubro de 2014 - 10h15

Após investir na agência focada em redes sociais Ampfy e no serviço de tecnologia de anúncios on demmand Contplay, o fundo de venture capital Evolution, liderado pelo CEO Pedro Cabral, anuncia a compra de participação minoritária da plataforma Trampos, de Tiago Yonamine e Marcel Ueno. O site concentra ofertas de empregos para profissionais das áreas de comunicação e TI.

Yonamine e Cabral se conheceram após o departamento de recursos humanos da Isobar, agência liderada pelo último até o final de 2013, apresentar ao executivo os serviços do Trampos. “Há um turnover imenso no mercado e recrutamento e recolocação são algumas das grandes preocupações”, comenta. Após conversas iniciais, o negócio teve o martelo batido nesta semana. A injeção financeira servirá para o sustento da estrutura de funcionários e melhoria da ferramenta, que atinge, em média, 1 milhão e 600 mil page views mensais.

O Trampos nasceu em 2008, de forma bastante informal. Yonamine trabalhava em uma agência digital como diretor de arte e era constantemente questionado sobre indicações para vagas. “As contratações em publicidade são feitas, em maioria, por QI (quem indica). Quando me perguntavam se eu conhecia alguém, eu repassava para amigos via lista de e-mails”, relembra. O criativo abriu um perfil no Twitter para publicar as vagas. Percebeu que a atividade havia tomado proporções maiores quando começou a ser procurado por RHs de empresas.

Em 2012, Yonamine decidiu lançar uma plataforma própria, com divulgação apoiada em redes sociais. O trabalho começou a ser encarado de forma profissional e estratégias de monetização foram estudadas. O programador Marcel Ueno entrou para a sociedade e tornou-se responsável pela tecnologia do site. “Começamos a nos dedicar ao negócio full time e começamos a procurar investidores”, explica o fundador. O site obtém receita ao cobrar pela publicação de vagas. Há planos que contemplam anúncios de diferentes oportunidades, conforme a necessidade do contratante. Os usuários que buscam emprego nada pagam.

Os valores do acordo com o Evolution não foram divulgados. O fundo não terá nenhum representante na hierarquia do Trampos. Segundo Cabral, o investimento vai ao encontro dos objetivos de negócio da companhia criada por ele e pelo Grupo Aegis, que detém 30% de participação, para destinar recursos a startups do mercado de propaganda, mídia e tecnologia. “Nossa intenção com o Trampos não é tê-lo um braço de nossas operações já estabelecidas, mas sim torna-lo um serviço para todo o segmento”.

wraps

Publicidade

Compartilhe