Heads cria conselho consultivo

Buscar

Comunicação

Publicidade

Heads cria conselho consultivo

Agência conta com apoio de três executivos do universo dos negócios para auxiliar na qualificação de sua gestão

Bárbara Sacchitiello
11 de fevereiro de 2016 - 10h21

Desde o início do ano, as reuniões de cúpula da Heads Propaganda passaram a contar com mais algumas cadeiras. Além dos sócios e diretores da agência, que têm a missão de definir as estratégias, calcular os desafios e planejar os trabalhos desenvolvidos para os clientes, três outros profissionais do mercado passaram a acompanhar a rotina dos negócios e tentar auxiliar as tomadas de decisões.

Chamado de conselho consultivo, esse grupo foi criado com a intenção de trazer olhares e percepções de profissionais de fora do ambiente criativo, que possuem vasta experiência na condução dos negócios de grandes empresas. “Estamos aprimorando nossa gestão corporativa. Queremos antecipar os movimentos e saber como nos posicionar diante do cenário econômico do País e por isso achamos interessante contar com a experiência desses profissionais”, conta Claudio Loureiro, fundador e presidente da Heads.

Quando surgiu a ideia da criação do conselho, há um ano, eles pensaram em profissionais do mercado que fossem adequados para o projeto. Posteriormente, o presidente da agência fez o convite para três executivos que, em sua opinião, tinham o perfil que idealizava. Líbano Barroso, vice-presidente de operações do GPA; Amaury Olsen (ex-presidente do Grupo Tigre e sócio fundador da Olsen Consultoria) e Luiz Fernando Giorgi (ex-presidente executivo da Suzano Holding e atual coach empresarial) aceitaram a proposta e já estão trabalhando para tentar ajudar a agência aprimorar seus processos de gestão.

O presidente da Heads ressalta que a atuação do conselho não será direcionada à área criativa. “Temos uma grande expertise em comunicação e profissionais de muito talento, que dominam plenamente o negócio. O que queremos extrair desses profissionais é sua bagagem na gestão de grandes empresas e aplicar alguns conceitos de administração e liderança que possam nos colocar em um patamar mais elevado, sobretudo em um cenário de crise econômica”, esclarece Claudio.

A íntegra desta reportagem está publicada na edição 1696 de Meio & Mensagem, de 8 de fevereiro, disponível exclusivamente para assinantes nas versões impressa e para tablets iOS e Android

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”