Produto da Ikea inverte a lógica e escolhe seu comprador

Buscar

Comunicação

Publicidade

Produto da Ikea inverte a lógica e escolhe seu comprador

Tapetes em edição limitada só podem ser adquiridos por consumidores que se emocionarem com as peças


10 de maio de 2019 - 18h34

Headset analisa ondas cerebrais, expressões faciais e batidas do coração. (Crédito: divulgação)

Imagine um produto que só pode ser comprado por quem se emociona com ele. É exatamente isso que a Ikea fez para promover seu evento anual de arte na Bélgica. Para vender uma coleção de tapetes contemporâneos, mas com número limitado de peça, a marca projetou o Ikea (He) Art Scanner, um aparelho que analisa as emoções registradas no cérebro para identificar os verdadeiros amantes de obras de arte.

A ferramenta será utilizada para vender uma coleção de tapetes contemporâneos, mas com número limitado de peças. Na prática, só pode comprar um dos produtos quem reagir positivamente a ele. Para determinar se alguém está emocionalmente afetado por qualquer um dos oito tapetes exclusivos, um headset é colocado na cabeça do cliente, analisando suas ondas cerebrais, expressões faciais e batidas do coração.

A campanha foi criada pela Ogilvy Social Lab, comandado pelo brasileiro Gabriel Araujo (CCO global). Com a tecnologia, a companhia acredita estar indo contra o princípio de “primeiro a chegar, primeiro a ser servido” e, assim, reconhecer o verdadeiro valor da arte.

A coleção é limitada, com apenas 109 unidades na Bélgica. De acordo com a Ikea, esse caráter exclusivo torna as peças altamente procuradas em todo o mundo. É por isso que, em outros países, alguns clientes compram grandes quantidades de tapetes com o propósito de revendê-los no eBay e obter lucro. A marca quer evitar esse tipo de situação e dar o direito de compra aos verdadeiros amantes da arte.

Publicidade

Compartilhe