Receita orgânica do Interpublic tem alta de 3,3% em 2019

Buscar

Comunicação

Publicidade

Receita orgânica do Interpublic tem alta de 3,3% em 2019

De acordo com relatório financeiro da holding, receita líquida do grupo foi de US$ 8,63 bilhões, 7,4% a mais do que 2018


12 de fevereiro de 2020 - 16h04

Com informações do Ad Age

O Interpublic divulgou nesta quarta-feira, 12, seu relatório financeiro relativo o quarto trimestre e ao ano de 2019: nos últimos três meses do ano, a holding teve crescimento orgânico de 2,9% e encerrou o ano com alta de 3,3%.

A receita líquida reportada pela companhia foi de US$ 2,43 bilhões no quarto trimestre – 0,8% a mais do que os US$ 2,41 atingidos no mesmo período em 2018 e acima das estimativas de analistas, que giravam em torno de US$ 2,42 bilhões em receita.

Considerando o ano como um todo, a receita líquida do IPG foi de US$ 8,63 bilhões – 7,4% a mais do que os US$ 8 bilhões alcançados no ano passado.

Michael Roth, chairman e CEO do IPG (Crédito: Patrick Butler)

A receita orgânica, segundo o IPG, teve aumento de 2,1% nos EUA e de 4,1% em outros mercados no quatro trimestre. Em 2019, o IPG reportou crescimento de 1,9% nos EUA e de 5,5% em outros mercados.

Michael Roth, chairman e CEO do IPG, prevê que, em 2020, a companhia tenha crescimento orgânico de 3%. Na terça-feira, 11, o Omnicom reportou crescimento orgânico de 2,8% e, na semana passada, o Publicis Groupe divulgou declínio de 2,3% em receita orgânica em seu balanço financeiro de 2019.

*Crédito da imagem no topo: Divulgação

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Michael Roth

  • Interpublic

  • IPG

  • balanço financeiro

  • receita orgânica

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”