Lew’Lara e InPress Porter lançam unidade de PR

Buscar

Comunicação

Publicidade

Lew’Lara e InPress Porter lançam unidade de PR

Dedicada aos clientes da Lew'Lara, nova área será comandada por Amanda Brandão, head de PR da Lew’Lara\TBWA, e Juliana Damigue, diretora de desenvolvimento de mercado da InPress

Isabella Lessa
30 de novembro de 2021 - 15h24

Roberta Machado e Juliana Damingue, da InPress, Amanda Brandão e Marcia Esteves, da Lew’Lara: (Crédito: Divulgação)

A Lew’Lara\TBWA e a InPress Porter Novelli se unem para lançar uma unidade de negócio de relações públicas, a Spread. Sob a gestão de Amanda Brandão, head de PR da Lew’Lara\TBWA, e Juliana Damigue, diretora de desenvolvimento de mercado da InPress, a nova área já está em atividade e é voltada exclusivamente para o atendimento aos clientes da Lew’Lara.

As ofertas passam por planejamento anual de relações públicas da marca, divulgação de campanhas, media tool kits, treinamento de porta-vozes e gestão de crise. “Para nós, o PR vai muito além da divulgação da campanha. Ele constrói reputação desde o início do projeto e potencializa a exposição da ideia. Pensando nisso e ouvindo os nossos clientes, que estão em busca de estratégias cada vez mais integradas, nos unimos à InPress para fundarmos a Spread, que promete inovar na forma como atuamos nesta disciplina”, afirma Marcia Esteves, CEO da Lew’Lara\TBWA, a quem as duas executivas responderão.

Roberta Machado, CEO da In Press, pontua que a construção e a manutenção da reputação é uma das maiores preocupações das empresas hoje. “Incorporar a disciplina de relações públicas na concepção das campanhas, principalmente com uma visão de gestão de riscos, é uma das grandes contribuições que a InPress dará à Spread”, diz.

Na prática, Juliana coordena a equipe escalada e Amanda supervisiona o olhar de sinergia das propostas ao contexto dos clientes. Desde o ano passado, a Lew’Lara vem ampliando suas frentes de atuação: em parceria com a Integer\Outpromo, lançou, em julho de 2020, a E-Growth, agência focada em commerce. No primeiro semestre deste ano, abriu a Move, uma produtora in-house. E, em abril deste ano, trouxe ao Brasil a startup israelense Cyabra com o objetivo de combater fake news.

*Crédito da imagem no topo: Divulgação

Publicidade

Compartilhe