Realidade x Anonimato

Buscar

Marketing

Publicidade

Realidade x Anonimato

Estamos no meio de uma transição, que está transformando radicalmente o modelo de atuação das agências, anunciantes e veículos


3 de outubro de 2012 - 4h49

Por Marcelo Tripoli (*)

A última sessão do Mixx 2012, realizado dentro da Advertising Week de NY, foi uma entrevista conduzida pelo jornalista Charlie Rose com Sheryl Sandberg (COO do Facebook) e Marc Andreessen (criador da Netscape) – um dos maiores visionários do mundo digital. O debate foi centrado em analisar o motivo do gap ainda ser muito grande entre o share de investimento por meio e os hábitos dos consumidores.

Sheryl acredita que os anunciantes ainda estão entendendo como migrar de um modelo de comunicação no qual se desenha campanhas para impactar grandes grupos de pessoas anônimas, para um outro onde se constroem relações reais no dia-a-dia, entregando o que as pessoas querem e na hora que elas desejam.

Tudo isso está muito em linha com a palavra relevância, que foi usada em quase todas as apresentações do evento e, para mim, é a grande “chave” da publicidade atual (leia mais no resumo do primeiro dia do Mixx). Os entrevistados deixaram claro que a tecnologia – em especial ferramentas de business inteligence, segmentação e personalização – são a “chave” para entregar a relevância que o digital está promovendo. Mas ainda estamos na infância desse processo.

Em breve, as ferramentas irão cruzar o que o consumidor faz online com o que está ao seu redor, aumentando ainda mais o valor da mensagem. É um caminho sem volta. Andreessen ressaltou também o impacto dos smartphones na sociedade e na comunicação. "Teremos 5 bilhões de pessoas com smartphones em 2017 e isso vai mudar tudo", declarou o criador da Netscape. Sheryl deixou claro que o mobile é a prioridade do Facebook atualmente, e muita coisa irá surgir.

E assim o Mixx 2012 termina com um recado para o mercado de comunicação: estamos bem no meio de uma transição que está transformando radicalmente o modelo de atuação das agências, anunciantes e veículos. Com isso surgem muitas oportunidades, mas também muitas ameaças.

Marcelo Tripoli, CEO da iThink, acompanha o Mixx in loco e escreve como colaboração para o Meio & Mensagem.
@marcelotripoli e @agenciaithink

Leia também: 

– Mixx: como escapar da armadilha do clique
– Tecnologia e criatividade no Mixx 2012 

wraps

Publicidade

Compartilhe