Apple cede ao boicote de Taylor Swift

Buscar

Marketing

Publicidade

Apple cede ao boicote de Taylor Swift

Empresa vai pagar artistas durante o período de testes de três meses de seu novo serviço de música streaming


22 de junho de 2015 - 3h28

Após anunciar um boicote ao novo serviço de streaming da Apple, o Apple Music, a cantora americana Taylor Swift convenceu a empresa a pagar artistas durante o período de teste de três meses de seu novo aplicativo. Em um texto divulgado em seu Tumblr, Taylor anunciou que o álbum “1989” não estaria disponível na Apple Music. Ela considerou decepcionante que a empresa não a remunerasse pelas canções durante o período gratuito de testes.

A repercussão e o apelo da cantora fizeram com que Eddy Cue, vice-presidente de Software de Internet e Serviços da Apple, anunciasse que a empresa vai pagar os artistas em todas as etapas. "Apple Music pagará aos artistas pelo streaming, inclusive durante o período gratuito de teste", escreveu em sua conta no Twitter.

O Apple Music rivaliza com serviços como Spotify, Pandora e Deezer e estará disponível aos usuários de iPhones e iPads a partir do final deste mês em 100 países. Nos próximos meses, a empresa pretende lançar uma versão compatível com o Android, o sistema operacional da rival Google. O serviço terá acesso gratuito nos três meses e depois custará US$ 9,99 por mês.

wraps

Publicidade

Compartilhe